Seria realmente crime? As sombras e o medo...


A Assembléia Nacional do país africano Burundi aprovou na sexta-feira (21/11) o projeto de lei que torna crime a relação sexual entre pessoas do mesmo sexo com penas que vão de três meses a um ano de prisão.

Os grupos Comissão Internacional de Direitos Humanos de Gays e Lésbicas (IGLHRC) e a Associação para o Respeito aos Direitos Homossexuais (ARDO) emitiram notas aos membros do Senado, para onde vai o projeto, a votarem contra.

Além da carta ao Senado, as organizações também escreveram ao presidente do Burundi, Nkurunziza, pedindo que vete a lei que criminaliza a homossexualidade. Os grupos pensam também em fazer campanhas públicas contra o projeto. "Aprisionar pessoas pelo fato de elas serem homossexuais fere todos os princípios dos direitos humanos, que consiste em assegurar a dignidade e o respeito a todas as pessoas", disse Paula Ettelbrick, diretora executiva do IGLHRC.

Apenas um comentário:

Com tanta miséria no continente africano, com toda a escravidão e violência que eles sofreram, agora eles imitam o comportamento dos opressores, oprimindo-se! Ao invés de discutirem políticas públicas para erradicação da pobreza, violência e miséria, eles querem fazer que a miséria humana aumente sem proporções.

Um passo demasiadamente largo e cheio de ódio, que gerará mortes injustificadas e prisões pelo crime de AMAR!

Isto sim é abominação...

Comentários

  1. Um violento golpe á liberdade de escolha, às diferenças individuais, ao direito, à diversidade.
    Que tal se preocuparem em fazer leis proibindo a fome, a miséria, o desrespeito, a desigualde social.........

    ResponderExcluir
  2. Xiiiiiii, o negocio para a rapaziada de lá esquentou!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Levítico 18,22. 20,13

Romanos 1,18-32