sexta-feira, abril 09, 2010

Luiz Mott dará depoimento na novela Viver a Vida

Fundador do Grupo Gay da Bahia contará sua história durante novela global

Reprodução

317733

Fundador do GGB conta sua história em Viver a Vida

O antropólogo e militante Luiz Mott vai aparecer em breve na novela global "Viver a Vida". O fundador do Grupo Gay da Bahia contará um pouco de sua história em um daqueles depoimentos que a novela exibe no fim de cada capítulo.

Mott deve falar das grandes mudanças que vivenciou. A primeira delas foi quando, após 8 anos como seminarista dominicano, passou a considerar-se ateu e começou o estudo da antropologia, trocando o dogma cristão pelo relativismo cultural e materialismo histórico.

A outra virada na vida de Mott foi quando decidiu sair do armário, acabando um casamento de cinco anos e que rendeu duas filhas.

"Quando assumi minha homossexualidade e desfiz um casamento que me deu duas filhas, cerrei as cortinas de um teatro para recomeçar uma vida de verdade. Aceitei gravar este depoimento por acreditar que milhões de pessoas terão oportunidade de ver e ouvir um gay sessentão que oferece uma alternativa de estilo de vida. Não me coloco como modelo, mas reivindico que os milhões de gays não afetados também tenham espaço na grande mídia", diz.

Fonte Mix Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...