Movimento gay esboça reação:Ubes e ABGLT vão procurar governo para negociar liberação de parte do kit

 Publicado originalmente em O tempo


A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) estão tentando negociar com o governo a liberação de dois, dos três vídeos que compõem o kit informativo de combate à homofobia nas escolas públicas de ensino médio.

Nessa quinta-feira (26), a Ubes apoiou a decisão da presidenta Dilma Rousseff de suspender a distribuição do kit informativo. No entanto, segundo o presidente da entidade, Yann Evanovick, parte do material deve ser liberada. Para ele, apenas o vídeo sobre bissexualismo tinha conteúdo inadequado e não pode ser veiculado nas escolas.

A Ubes e a ABGLT querem que o governo convoque os movimentos sociais para um debate amplo ainda na semana que vem. “Queremos ser recebidos pela presidenta Dilma. O ministro da Educação, Fernando Haddad, também disse que vai nos receber semana que vem, esperamos só a confirmação”, afirmou Evanovick.

O presidente da Ubes disse que os movimentos sociais estão em preparativos para lançar uma campanha nacional de combate à homofobia nas escolas. “Se o governo não topar liberar o material, nós vamos liberar e estruturar uma campanha nacional de combate à homofobia nas escolas do país”.

Além disso, o movimento estudantil fará uma mobilização na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados na semana que vem. “Não vamos aceitar chantagem de grupos políticos, preconceito não é uma moeda de troca”.

Na última quarta-feira (25), o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) afirmou que para convencer o governo a suspender a produção do material de combate à homofobia, a bancada evangélica da Câmara ameaçou não colaborar com os projetos do Executivo.



AGÊNCIA BRASIL

Comentários

  1. "Liberar dois, dos três vídeos"????!!!!? com qual critério? Quais seriam os liberados e qual o bloqueado? Por que? moralismo? conservadorismo? Com que direito? Só a ABGLT para fazer esse tipo de proposta, mesmo. Desde que a primeira notícia de proibição do kit Anti Homofobia foi divulgada, anteontem, a ABGLT- que não me representa, representa você??- está tentando tapar o sol com a peneira e blindar a Dilma, que "não tem culpa de nada"; "não viu os vídeos"; "kit errado" e outras conversas babacas para boi dormir.
    Obrigado,
    Ricardo Aguieiras
    aguieiras2002@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Amigos, a liberdade de educar para a inclusão e o direito à diferença não podem ser negligenciadas ante presões que tendem a limitar o mundo ao seu paradigma.
    Os Kits devem ser entreguees à sociedade.
    Parece que só pensam nos direitos ena vida nas tragédias que seriam cerceadas num mundo de inclusão.
    abraços com ternura, jorge bichuetti
    www.jorgebichuetti.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. E aí, APOGLBT - ASSOCIAÇÃO DA PARADA - SP; todos e todas se manifestaram com cartas abertas e públicas sobre a proibição dilmaroussefristica do Kit antiHomofobia... menos vocês.... De que lado estão? Lutam por quem mesmo? Oi??? OI????
    TODO mundo se manifestou, menos vocês!!! Cartas belíssimas e extraordinárias da ABGLT, da Rede Afro, das Católicas Pelo Direito de Decidir, das Igrejas Inclusivas.... etc. etc. etc.; menos vocês. Quem cala consente, já dizia o sábio ditado. E o silêncio oprime. Houve petições, tod@s protestaram, a APOGLBT, que detem as honras da maior parada gay do mundo, se calou. Não quer incomodar "o amigo", né não?
    Ricardo Aguieiras
    aguieiras2002@yahoo.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Namoro Gay

Bluetooth para pegação gay