Vereadores negam homenagem para Silas Malafaia em São Luiz



O clima esquentou na Câmara Municipal São Luís, por conta de um projeto da vereadora Rose Sales, que concedia Título de Cidadão de São Luís ao pastor Silas Malafaia.

A matéria constava na pauta da Casa, para ser votada nesta terça-feira (02), porém o líder do governo municipal, vereador Ivaldo Rodrigues pediu vista do projeto por 72 horas, sob o argumento de melhor analisar a proposição.

Ivaldo Rodrigues disse que a concessão desse título ao pastor Silas Malafaia é umtotal desrespeito à dignidade humana, já que o evangélico tem discriminado a condição sexual dos grupos de homossexuais em suas pregações midiáticas, sendo hoje uma persona non grata entre a comunidade gay em todo o Brasil.

Ivaldo Rodrigues disse que a vereadora Rose Sales quer com essa proposição ganhar holofotes na mídia. A parlamentar rebateu dizendo que trabalha dia a dia paranão precisar de artimanhas que induzam a holofotes.O projeto de ser votado na próxima semana. Os grupos de homossexuais prometem voltar ao Legislativo para se manifestar contra a iniciativa da vereadora Rose Sales.

Fonte: Cena G

Comentários

  1. .Vereador de meia-tijela, saiba q Deus te ama, mas nao ha um q se levante contra um servo de Deus e fique impune. Que Deus tenha misericordia de ti. Tu estas mexendo em casa de maribomdo, meu chapa. Meu voto? Nunca mais! Se tiveste voto de evangelicos, esqueca. O feitico caiu contra o feiticeiro. O teu puleiro quebrou, ja era. Afinal, vc eh ativo ou passivo? Eh tanto viado assumido no mundo de hoje e outros q nao tem a coragem de sair do armario, fica so nos bastidores defendendo os assumidos. Sai detras da moita meu irmao, mostra a cara, mostra quem tu ehs. Ta com preconceito?

    ResponderExcluir
  2. Esse pastor silas é a maior decepção do meio evangélico dos últimos tempos, aprendeu a pedir dinheiro e na maior cara de pau fica induzindo um bando de bobos a encher a guaiaca dele de Reais.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Juiz erra em decisão liminar: clínica psicológica não é laboratório de experiências científicas