Diálogos com o passado


Publicado no Jornal OTEMPO em 25/10/2011

CARLOS ANDREI SIQUARA



Cidade de Ouro Preto




A sétima edição do Fórum das Letras, a ser realizado em Ouro Preto entre 11 e 15 de novembro, salientará o histórico cultural e literário da cidade que já foi palco de movimentos artísticos bastante consistentes ao longo do tempo.

A partir do tema Memória do Esquecimento, a programação irá evocar o pujante passado da ex-capital de Minas Gerais, e do país de maneira ampla, para alimentar novos diálogos no presente. Oficinas, encontros e debates com a presença de escritores brasileiros e estrangeiros, além de estudantes e pesquisadores, darão dinâmica a esse projeto realizado pela Universidade Federal de Ouro Preto.

Durante a coletiva de imprensa realizada ontem, a curadora geral do evento, Guiomar de Grammont, adiantou que um dos destaques será a presença da atriz e escritora Judith Malina, que há quatro décadas foi expulsa do Brasil junto com os integrantes do Living Theatre, por imposição do regime de ditadura.

Outra convidada é Cecília Boal, mulher do dramaturgo e diretor de teatro Augusto Boal (1931-2009), cujo trabalho foi emblemático para pensar o teatro como um instrumento de manifestação política.

Embora a dramaturgia ganhe uma visibilidade inédita no festival, com a curadoria da pesquisadora da UFOP Alessandra Vanucci, Grammont afirma que essa não é a primeira vez que os professores dos cursos de artes cênicas, trabalham conjuntamente aos dos departamentos de letras, filosofia, música e jornalismo para conceber a diversificada programação.

"Nós temos priorizado um trabalho em conjunto para conseguirmos abranger a diversidade da produção contemporânea, levando em conta uma reflexão sobre o passado cultural e político do país", disse Guiomar de Grammont que frisou o papel da memória para valorização dos múltiplos papéis dos artistas na sociedade.

"Além desses convidados, nós vamos também receber vários escritores brasileiros que ainda não estiveram no Forum, como Arnaldo Bloch, Ronaldo Correia de Brito, e alguns veteranos, como, a autora Branca Maria de Paula e outros integrantes do coletivo 21", completa.

Nomes que figuram entre os principais do jornalismo contemporâneo, como (a também escritora) Eliane Brum, Joaõ Gabriel de Lima e Paulo Roberto Pires estarão presentes para debater sobre jornalismo cultural.

Agenda

O QUÊ. Fórum das Letras
QUANDO. De 11 a 15/11
ONDE. Ouro Preto-MG
QUANTO. Entrada franca




Homenagem a Elizabeth Bishop
Com uma programação extensa que abrange literatura, teatro, e jornalismo cultural, dentre outras áreas, o Fórum das Letras também inaugura neste ano a realização de um congresso internacional dedicado à apresentação de trabalhos acadêmicos.

O evento Deslumbrante Dialética: O Brasil no Olhar de Elizabeth Bishop, realizado pela UFOP em parceria com a UFMG, será um dos carros-chefes desta edição.

A professora Maria Clara Galery, coordenadora do projeto, observa que a poeta norte-americana se tornou uma das mais importantes do século XX e que sua obra continua constamente sendo estudada.

"Recentemente, encontraram manuscritos do livro "Brasil", que ela renegou e mostra uma outra visão dela sobre o país. Então, Bishop continua sendo muito estudada, tanto pelo interessse na obra dela como escritora modernista, quanto pela relação com o Brasil", diz. (CAS)

Comentários

  1. Realmente em nosso país a cultura e os fatores históricos tem sido adormecidos quase que diariamente, ou seria noturnamente?
    Bem dá-se tanta importância ao FUTEBOL, nada contra, porém nem a favor, mas esquecem de investir em outras áreas de igual ou talvez maior relevância. Sabe, cada um puxa a sardinha para aquilo que gosta mais.
    Iniciativas como estas resgatando valores da nossa história são dignos de aplausos.
    Abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Levítico 18,22. 20,13

Romanos 1,18-32