Brasil, um país de todos?


Menos dos homossexuais, que estão indo para o Canadá!
Enquanto o governo da presidente Dilma , que não é muito versada nas regras gramaticais da língua portuguesa e, insiste em ser chamada de presidenta, isso se deve ao fato que quando estudante, ninguém disse para ela que não existe ESTUDANTA ( aliás, na atual conjuntura, penso que o sufixo ANTA casa bem com nossa presidente! ). Engrossa a agressão contra os homossexuais e vertiginosamente incentiva o derramamento de sangue pelo Brasil, o governo do Distrito Federal coloca casal gay em campanha de camisinha:

Enquanto o Governo Federal  veta a campanha voltada ao público gay para o uso de preservativos durante o carnaval, o Governo do Distrito Federal colocou um casal gay em meio a tantos outros em sua campanha.
No vídeo, aparecem vários tipos de casais: mais experientes, mais recentes, magrinhos, “pequenininho”, “grandão” e “fortão”, este último formado por dois homens que conversam e dão risada em clima de intimidade sem problema algum em meio ao pagode que rola no vídeo.

A mensagem final diz que “Nesse carnaval, seja qual for o seu parceiro, use camisinha!”.





O fato é que a política de Dilma, a presidenta com sufixo ANTA, vem paulatinamente desagradando a comunidade LGBT, e quem em resposta, ativistas em Brasília vão protestar contra o veto da propaganda gay do ministério da saúde:


Os ativistas do grupo Estruturação convidam LGBTs e simpatizantes para protesto na porta do Ministério da Saúde contra o veto à propaganda gay que seria veiculada durante o carnaval.

O ato vai ocorrer na quarta-feira (15) a partir das 17h. Serão distribuídos panfletos aos transeuntes e agitadas bandeiras do arco-íris e cartazes contra a medida.

Para o presidente do Estruturação, Michel Platini, “é inaceitável o mesmo ministério que reconhece o fato de a epidemia de AIDS dentre gays ser alta tirar do ar uma propaganda que contribuiria para diminuir os casos de transmissão. Nada explica tal ação, a não ser um conservadorismo moral que não combina com uma democracia e com o bem da saúde pública.”

Informações pelo telefone 61 8141-3113 ou pelo e-mail estruturacao@estruturacao.org.br

E enquanto nossa presidente, que prefere o sufixo ANTA, está no Brasil das maravilhas, no Pará, gay é espancado e enterrado vivo :

Um homossexual foi espancado e enterrado vivo à beira de uma estrada nas proximidades de Altamira, no oeste do Pará, mas conseguiu sobreviver.

A polícia acredita que se trate de um caso de roubo com tentativa de homicídio, mas o movimento LGBT da região diz que o crime tem relação com homofobia.

Ainda segunda as investigações, um dos acusados pelo crime mantinha um relacionamento com a vítima.
Anízio Uchôa, 50, professor de uma escola municipal, foi amordaçado em sua casa e teve bens roubados. Em seguida, foi levado a uma estrada vicinal, onde foi espancado e enterrado em uma vala.

De acordo com a polícia, o crime foi cometido por Jefferson Mello, 21, que mantinha um relacionamento com o professor, e por Thaisson de Souza, 23. Eles foram detidos no mesmo dia e confessaram o crime.
Acredita-se que o crime tenha sido cometido porque Jefferson não queria que ninguém soubesse do relacionamento com entre eles.

Com informações do site Cena G

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Levítico 18,22. 20,13

Romanos 1,18-32

Namoro Gay

Bluetooth para pegação gay