TUDO É MAIS DIFÍCIL PARA OS HOMOSSEXUAIS?

Esta é uma pergunta, quase que, com resposta unânime, visto que somos compelidos ou negligenciados à marginalidade pela sociedade na qual estamos inseridos, porém tal situação é pior por nós mesmos nos considerarmos inferiores e até ?merecedores? de tal status.

Desde cedo, descobrimo ? nos como diferentes, ?anormais? e isto para muitos é a pior das aceitações, já que ?nunca? seremos aceitos e consequentemente, felizes. Aprendemos que ser homossexual é tão igual ou pior a ser um marginal (ladrão, assassino, etc.). Com todos estes julgos de valor inseridos em nossa mente desde cedo, essa aceitação torna-se tão traumática que poucos passam por ela sem feridas e marcas para toda a vida

Quando nos aceitamos e imaginamos que agora temos ?orgulho? do que somos ou pelo menos a vergonha deixou de existir, mais uma vez nos deparamos com conceitos que ainda acreditamos não ser para nós: lar, casamento, família...amor. Tudo isto por que continuam internalizados conceitos que nos foram ensinados quando crianças: que homem com homem ou mulher com mulher é feio, que é uma ?relação? fadada e unicamente mantida pelo sexo e amor livre. Temos que conceber isto como inerente são só aos homos, mas sim a todos os homens (heteros, bis, pans, etc.), enfim o que se passa conosco à exceção de nossa orientação sexual, é completamente comum a todos os seres.

Também estudamos, trabalhamos, construímos, amamos... por que então continuarmos a nos refugiar em locais específicos para gays? Por que temos que ter medo de sermos o que somos? Continuamos sendo homens e mulheres e permitir que hajam distinções pela orientação sexual de cada um é nada mais do que fundamentar um conceito vil e segregador que por muitos vem sido mantido por seus próprios interesses e existência. O que seria das inúmeras religiões tradicionais sem o instituto do matrimônio hetero? Sem a massificação do pensar e agir? Teríamos cada vez mais seres conscientes e atuantes que não diriam amém a tudo que lhes fosse ?vendido? como o certo.

Entender que homossexuais terão muito o que fazer para mudar o cenário atual é simples, complicado será concebermos que ainda não arrumamos nosso ?templo? interior para aceitar que ser homossexual é tão comum quanto respirar e isto acarreta em se permitir viver sem vergonha, receio ou limitações. Temos tudo conosco e para sermos realmente felizes e nos livramos dos estigmas que nos cercam, precisamos apenas de coragem para viver cada dia de maneira altruísta e consonante com o que somos: cidadãos com deveres e direitos.

Cabe agora a cada um concluir se tudo é mais difícil para o homossexual ou tornado assim pelos outros e majoritariamente por nós mesmos, visto que somente você é responsável pelo que quer e pelo papel que vai desempenhar em seu existir.

por William de Castro

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Namoro Gay