Tudo começou assim...

Sempre minha mãe foi minha melhor amiga, sempre contei tudo para ela. Certo dia resolvi contar sobre a minha homossexualidade, comecei contando aos pouquinhos, contei que sentia vontade de beijar meninas. Passaram-se os dias e ela me perguntou se a vontade havia passado, eu respondi que não passava tão rápido assim. Pronto! Começou o drama, a partir desse dia minha mãe não conversava mais comigo, não me dava carinho, me tratava como se eu fosse uma estranha. Comecei a ficar muito triste e arrependida.

Isso durou umas duas semanas até que ela resolveu conversar comigo. Começou dizendo que não conseguia me imaginar chupando a vagina de outra mulher, disse que era safadeza minha ou eu estava com algum encosto porque eu nunca tinha dado indícios de que era lésbica, porque para ela, lésbica é aquela masculinizada que usa bermudão, fala grosso, etc... E eu sempre fui super feminina, era chamada até de Barbie na época em que eu era mais magrinha e andava de bicicleta rosa. Disse que aquilo deveria ser alguma má influência de uma menina que conheci na net, enfim falou um monte de coisas... Depois de ouvi-la falar tudo isso, na tentativa de receber o carinho de minha mãe de volta, comecei a dizer que eu estava errada, pedi perdão a ela, disse incessantemente que não iria fazer mais aquilo, disse que iria pedir a Deus para me libertar, tentei convencê-la de todas as formas, e consegui. Hoje tenho o carinho dela e vivemos muito felizes, e ela acredita que sou "hetera".rsrsrs

Sei que fui fraca por negar minha homossexualidade, mas foi difícil escolher entre a liberdade e o carinho de minha mãe. Hoje em dia já não considero minha mãe como minha melhor amiga, nem tudo eu posso contar para ela.

Encontro-me com minha namorada escondida na net, é ela que minha mãe acha que me influenciou, ela é super masculinizada. Eu a amo d+, ela é o meu menininho, o meu docinho, o meu anjo, linda demais.

Confesso que fiquei magoada porque é difícil entender porque as pessoas só querem a Dandara certinha, boa filha, exemplo a ser seguido, "decente", que sempre traz alegria para as pessoas, mas não aceitam que eu seja feliz com a pessoa que amo.

Depois disso procurei na net um lugar onde me aceitassem do jeito que sou e acabei encontrando o gospel glbt. Obrigada pessoal!!!

Obrigada pela atenção, desculpe perturbar a paciência de vcs com um e-mail desse tamanho, mas é que eu precisava desabafar com alguém e se eu contar essas coisas para a minha girl ela fica tristinha.

Obs.: "hetera" foi uma brincadeira que fiz com a palavra, eu sei que o certo é heterossexual.
Aconteceram muito mais coisas, mas se eu contar tudo vai ficar muito grande.

Vcs são muito importantes p/ mim!
Beijos da Dandlife!

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Romanos 1,18-32

Namoro Gay

Levítico 18,22. 20,13

Bluetooth para pegação gay