Apenas uma consideração em relação à proposta do Vaticano e o teste da homossexualidade


Não seria ético um blog de confissão evangélica entrar nos assuntos internos e administrativos do catolicismo. Entretanto, para as coisas serem mais funcionais e, diria, sem embarco, com a nítida PREOCUPAÇÃO em ajudar os irmãos curistas nesta caminhada santa e de desenvolvimento da consciência cristã e humana plenas, proponho que o teste de homossexualidade seja DE FATO realizado!

Contudo não in stricto sensu, apenas nos seminaristas, mas em lato sensu , envolvendo o primeiro servidor de todos: O próprio PAPA. Ou seja, o papa, como exemplo de santidade e humanidade sadia, correta, deveria se submeter ao teste de homossexualidade e dar publicidade ampla aos resultados.

Assim, de igual forma, todos os cardeais, arcebispos, bispos, sacerdotes, diáconos e seminaristas. SENDO EXCLUÍDOS todos que apresentarem tendências homossexuais, seja do papa ou do vocacionado. Isso sim, seria justo, seria humano, seria correto. Preconceito distribuído em igualdade a todos, aos que promovem e, agora, com a possibilidade de serem tocados por aquilo que semeiam!

FAÇAM O TESTE URGENTE!

Obs: Pimenta nos olhos dos outros é refresco, submeter pessoas a testes de tendências gays é sórdido, eles que propuseram não se submetem, será por quê?

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Namoro Gay

Bluetooth para pegação gay