Ave Caesar Julius Severus!

Em um email enviado a lista de discussões Gospel LGBT- fiquei curioso com o paradeiro do Júlio Severo (aquele que se acha!). Bem, fui ao blog do sujeito, e descobri que ele continua com uma atividade intensa, e publicações diárias...

De repente, fiquei a me questionar... Mantenho um blog gay, sou gay, tenho prazer de escrever para a comunidade LGBT, interagir com a mesma. E vendo Júlio Severo, na sua corrida anti- gay, indaguei-me da possibilidade de alguém manter um blog com a temática anti-gay. No sentido psicológico, é a própria negação do princípio da realidade... Uma espécie de punição e auto-justificação: punição-recompensa, do ciclo vicioso, daquele que se frustra, mas mantém as aparências.

É chato dizer, mas fiquei com pena do Severo, e não estou usando de persuasão, falo sério! Percebi um grito de socorro, algo latente na alma, que se camufla na práxis com justificativas e ataques inúmeros, nessa tentativa desenfreada de provar, antes, que para qualquer outro- a si mesmo- aquilo que se torna o alvo dos ataques pessoais.

Meu Deus, como esse sujeito deve ser infeliz... Deve ser como esses que entram na nossa lista de discussões, e tentam pregar a conversão da homossexualidade para a heterossexualidade, mas que no fundo estão quebrados, destruídos, aos cacos. É como um grito, uma última esperança de se justificarem, de tentarem mostrar a si mesmos que há possibilidades para eles mesmos. Projetam aos outros a tentativa que desejam ou que buscam para si.

Bem, contudo, sei que não deve ser agradável viver ao lado dele. Esse rancor desmedido deve se juntar a uma iria pessoal, fazendo do mesmo uma pessoa bruta ou irritadiça. É o que acontece com qualquer frustrado, em qualquer área da vida: crítica exacerbada, pouca tolerância aos erros alheios, perfeccionismos tolos, objetos e coisas mais relevantes do que pessoas e relacionamentos, forte padrão moral- estilo reformista!

Espero que ele estrague apenas a vida dele, e não faça de seu rancor palco para o mundo, ou não pense ser um artista que busca o aconchego de seu público, pois essa peça só pode ser um circo de horrores com um final mal acabado!

Deus tenha misericórdia de Júlio.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Levítico 18,22. 20,13

Bluetooth para pegação gay

Namoro Gay