Inglaterra: Homofobia é mais comum do que o racismo

Homofobia é mais comum que racismo, diz estudo
Pesquisa revela que 41% dos ingleses assumem ter preconceito contra lésbicas

A homofobia é mais comum que o racismo. É o que revela estudo sobre o preconceito apresentado na Inglaterra.
O estudo, realizado pela Sociedade Britânica de Psicologia, mostrou que 35% dos entrevistados assumiram ter algum tipo de preconceito contra homens gays e 41% contra lésbicas.28% dos entrevistados disseram que já discriminaram pessoas de origem asiática e 25% afirmaram ter preconceito contra negros. “Atitudes preconceituosas são difíceis de mensurar, porque se uma pessoa admitir que é racista ou sexista poderá enfrentar graves consequências. Assim, para descobrir as intenções reais de nossos participantes medimos suas atitudes ‘implícitas’ – associações mentais das quais não temos consciência – utilizando testes de computador”, explicou Pete Jones, um dos responsáveis pelo estudo.

Para o pesquisador, o estudo mostra que o preconceito ainda existe e deve ser combatido. “Os resultados mostraram que gays e lésbicas são hoje as principais vítimas do preconceito, como eram os negros há alguns anos”, disse Jones. “Uma vez que as pessoas percebam que têm preconceito, elas devem mudar suas atitudes – assumir o controle para que elas não tenham impacto em seu comportamento. Podemos agir dessa maneira examinando nossos pensamentos para ter certeza de que nossos preconceitos não estão nos influenciando”, concluiu o pesquisador.

Comentários

  1. A Inglaterra tem se superado: No mesmo país onde homens preferem jogar um novo game que fazer sexo, onde mulheres preferem chocolate a transar, agora a homofobia tão espalhada por lá.

    Impressionante e lastimável.

    ResponderExcluir
  2. Isso sem contar em lugares conservadores como Itália e Israel e no mundo árabe, onde homossexualidade é crime. Realmente a cabeça das pessoas mudou pouco.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Levítico 18,22. 20,13

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Namoro Gay