Novela 5



EDU: E então o que aconteceu agora?
MAX: Bem, olha ...
EDU: O que esperava? Que ele viesse a dizer o que tinha rolado com a Merce?
MAX: Não, mas ...
EDU: Ele está confuso. Como você, quando você se percebeu e descobriu que era gay.
MAX: Sim, talvez ...
EDU: Então, ajude-o.
MAX: Eu estou zangado com ele.
EDU: Dê o primeiro passo, mas não o coloque contra a parede. Se você forçá-lo a escolher, escolherá a menina.
MAX: Por quê? Se ele não ama a Merce ...
EDU: Mas é a opção mais fácil. Confie em mim!
****
MAX: Eu entendo o que você está passando. Mas para mim você não precisa fingir.
ENRIC: É que eu gosto de Merce e não quero magoá-la.
MAX: Mas o problema não é Merce. É você!
ENRIC: Sim, eu sei.
MAX: Você tem que ser honesto.
ENRIC: Preferia não ser gay.
MAX: Por quê?
ENRIC: Eu não sei, pelo povo.
MAX: Isso é algo que não se tem escolha. Ou você é ou não.
ENRIC: Eu não sei ainda. Às vezes eu acho que sim e, no momento, acho que não, porque eu não sou como Edu.
MAX: Sim, e isso tão pouco! Cada um é diferente.
ENRIC: Sim, é verdade.
MAX: Escuta, eu sou seu amigo e vou ajudá-lo em qualquer coisa.
(Chega Merce. Saúda todos os três)
MERCE (Enric): O que, você não ia para a casa?
ENRIC: Sim, mas eu encontrei Max no caminho.
MERCe: E você está certamente falando sobre as autópsias e como queria vê-las.
ENRIC: Mais ou menos ...
MERCE: Então, vem comigo para casa?
ENRIC: Sim
(Os dois se despedem de Max). Tchau

Enric tem uma prova de bioquímica e não entende as anotações de Pep. Max entra no bar de Peris e Merce sugere a Enric que lhe pergunte as dúvidas. Max explica tudo perfeitamente. Merce é chamada no balcão e os deixa sozinhos por um instante.
MAX: Quando é o exame?
ENRIC Hoje.
MAX: Eu sei que você precisa de tempo e que todos, mas ... Quero ver você.
ENRIC: Sim ...
MAX: Podemos conversar e quem sabe, hein?
ENRIC: Sim, eu não sei.
MAX: Meio-dia na pizzaria. Se você quiser que isso aconteça.
MERCE: O quê, você já tirou todas as dúvidas?
MAX: Sempre se tem algo a ser resolvido, certo? Você se sairá bem no teste.
ENRIC: Obrigado.
(Os três se despedem).
MERCE: Max é simpático não é?
****
MERCE: Então? Fez boa prova?
ENRIC: Sim, acho que tirei boa nota, mas estava um pouco difícil.
MERCE: Querido, você não pode sempre ter uma"excelente nota".
ENRIC: Sim, mas para medicina a nota que se pede é alta e eu preciso ter uma boa média.
MECE: Você conseguirá.
ENRIC: Vamos ver.
MERCE: Então, esta tarde, para celebrar o fato de não termos que estudar, poderíamos ir ao cinema. O que você acha?
ENRIC: É ... Eu não tenho dinheiro.
MERCADO: Convido você.
ENRIC: Olha, mas também, Max, convidou-me para ver uma autópsia.
MERCE: harg! Outra vez?
ENRIC: Sim, eu tenho que me acostumar. E desta vez vou tocar na perna.
MERCE: Então você e Max ,no final, estão super-amigos.
ENRIC: Ele sabe que estou interessado em medicina ...
MERCE: E nos mortos ...
****
ENRIC: Hoje não funcionam?
MAX: Mais tarde. O que quer tomar?
ENRIC: suco de abacaxi.
MAX: Jon, suco de abacaxi!
JON: Espere um pouco, Max, eu não tenho 4 mãos ...
MAX: Não, não há pressa. Temos a tarde toda ... (um Enric) Como se saiu no exame?
ENRIC: Certo. No final não caiu nada sobre as enzimas.
MAX: Ai, que vergonha! Eu gostaria de ter sido mais útil ... Tudo bem você foi.
ENRIC: No final eu disse a Merce que iria sair com você.
MAX: Isso significa que ... você está tomando uma decisão mais clara?
ENRIC: Eu não sei. Estou bem com você, mas ...
(Chega Edu. Saúda Max e Enric)
EDU (por Enric): Rapaz, eu não sei como eu podude enganar-me. Se é claro como cristal ...
MAX: Edu acha que tem sexto sentido. Um "radar", como ele chama.
ENRIC: não entendi.
MAX: Ele diz que só de ver uma pessoa pode dizer se ele é gay ou não.
ENRIC: Sério?
EDU: Aquele dia que me esbarrei com você. Eu pensei que você não fosse, mas ... Eu estava errado. E a verdade é que você é bonito. Se Max não serve para você, ligue para mim, hein?, Que eu serei o homem certo para você.
MAX: Edu, tio ...
ENRIC: Ei, estou indo, heim?
EDU: Que piada! (Enric esquerda) carece de algumas horas de "etapas"
MAX: Você está bem.
EDU: Sim, acho que ele me levou mal ...
MAX. Sim, e você não ajudou muito ...



Enric tenta evitar Max, e Merce suspeita que há algo de errado entre os dois e pergunta a Max o que está acontecendo. Posteriormente, Merce pergunta a Enric por que ele mentiu sobre Max, sobre a reunião do outro dia. Enric diz que ele se esqueceu de lhe dizer. Merce pensa que Max e Enric agiram estranho. E Enric estava tentando esconder algo na pizzaria. Merce tenta beijar Enric que a evita...

Comentários

  1. Oi, tudo bem?
    Adorei o blog e a novelinha.
    Um grande beijo de Londres.
    Dan,
    www.sembolso.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Juiz erra em decisão liminar: clínica psicológica não é laboratório de experiências científicas