Você concorda com estes números?


Quase 10% da população masculina de Belo Horizonte é gay, e 4,5% é o número que representa a quantidade de lésbicas na cidade. O resultado é fruto da pesquisa Mosaico Brasil, realizada pelo Projeto Sexualidade (ProSex), do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.


Responsável por realizar estudos sobre o segmento LGBT, o Grupo Estruturação, de Brasília, chama a atenção para um dado divulgado pelo Mosaico Brasil em novembro, que parece ter passado desapercebido na época: a porcentagem de gays e lésbicas em algumas capitais do país.


"Informações como essas não podem passar em branco porque esta é uma maneira de ‘provar’ que a homossexualidade existe e que deve ser respeitada", diz Welton Trindade, coordenador do Estruturação, entidade que incorporou em seu acervo os dados divulgados pelo Mosaico.
Em Belo Horizonte, segundo a pesquisa, 9,2% dos homens são gays, sendo 6,4% deles homossexuais e 2,8% bissexuais. Já 3% das mulheres na capital mineira são homossexuais, enquanto as bissexuais representam 1,5%.


A coordenadora do Mosaico Brasil, Carmita Abdo, diz que pretende em breve fazer um recorte dentro da pesquisa com o intuito de revelar como anda a satisfação de gays e lésbicas em relação à sua vida sexual.



Fonte: O Tempo

Comentários

  1. Pra falar a verdade, acho que esses números não conferem com a realidade. Na verdade, imagino que sejam um pouco menores do que está sendo divulgado.

    Toda estatística deve ser feita com margem de erro. Além do mais, não vejo um em cada 10 pessoas como sendo gays.

    Acho essa pesquisa meio capenga e deve ser vista com ressalvas. Vejo-a um pouco tendenciosa, ainda.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Namoro Gay

Bluetooth para pegação gay