Padre Duarte aparece em três vídeos de orgia sexual


padre-orgiaO padre Duarte (foto), de Santarém, no Alto Sertão de Paraíba, afirma que tudo foi uma armação contra ele, mas nem sequer a Diocese de Cajazeiras lhe dá crédito, porque emitiu nota pedindo perdão em nome da Igreja Católica pelo escândalo: três vídeos nos quais aparecem o sacerdote e um casal em uma orgia sexual.

Filmados pelo próprio padre, os vídeos têm no total 49 minutos e foram postados em um blog com o nome do padre Duarte. O blog foi retirado do ar, mas os vídeos já se disseminaram pela internet.

O Correio da Paraíba afirma que “as cenas de fornicação protagonizadas pelo casal amigo do padre estão dentro dos melhores padrões dos vídeos pornôs de produção doméstica”.

A cidade está indignada com o “padre da orgia” desde sexta (8), quando os vídeos apareceram na internet. Santarém fica a 468 km da capital, João Pessoa, e tem um pouco mais de 2.500 habitantes.

O padre Duarte disse a uma emissora de rádio que pediu à Polícia Federal para investigar a armação, que, acrescentou, foi montada com imagens que estavam no laptop dele roubado recentemente. Uma pessoa que assistiu aos vídeos garante que não se trata de uma montagem.

O casal desapareceu da cidade.

Assinada por dom José Gonzales Alonso e dois padres, a nota da diocese afirma que Duarte não exerce ministério sacerdotal há dez anos, mas tem licença para celebrar missas na capela da casa dele.

A nota não esclarece por que Duarte está impedido de fazer celebrações em igreja.

Fontes: www.e-paulopes.blogspot.com, Folha de S. Paulo

Comentários

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Levítico 18,22. 20,13

Bluetooth para pegação gay

Namoro Gay