Padre celebra casamento gay em Florença

Padre italiano casa homem que mudou de sexo com outro homem
FLORENÇA - Um padre de Florença, centro da Itália, celebrou neste domingo o matrimônio de Sandra Alvino, de 64 anos, um homem que se tornou mulher há mais de 30 anos, com Fortunato Talotta, de 58 anos, sem levar em consideração as autoridades católicas, informa a imprensa.

Ambos, já casados no civil há 25 anos, não pronunciaram o clásico "sim aceito", após o discurso tradicional. O casal trocou as alianças e foi abençoado pelo padre Alessandro Santorio em Piagge, na zona industrial da capital da Toscana.

O padre ressaltou durante a cerimônia que sua decisão não era um ato de rebelião contra a Igreja, e sim "um ato de fidelidade aos fiéis, ao Evangelho e às pessoas que amo". "Era meu dever", declarou.

Há dois anos o casamento religioso foi impedido pelo arcebispo de Florença da época, o cardeal Ennio Antonelli. O atual arcebispo, Giuseppe Betori, teria pedido ao padre Santorno que não celebrasse o matrimônio.

A Igreja afirma que o casamento não é válido, já que o direito canônico exige a heterossexualidade dos noivos.

Sandra Alvino se submeteu a uma cirurgia para mudar de sexo há mais de três décadas.



Fonte: IG

Comentários

  1. Mas o casamento É hétero. De gay, não tem nada.

    ResponderExcluir
  2. É importante conhecer o q é transexualismo antes de afirmar q uma transexual é um homem.

    ResponderExcluir
  3. Penso que ele deveria ser fiel a Cristo Jesus,e nao aos fieis,pq quem morreu por nos,nao foram eles,e sim Cristo Jesus!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Levítico 18,22. 20,13

Bluetooth para pegação gay

Namoro Gay