“A homossexualidade é como um vício”

"A homossexualidade é como um vício", diz deputado a favor da pena de morte para gays

untitled

O jornal "Folha de São Paulo" publicou em sua edição de hoje (16), entrevista com o autor da lei que prevê pena de morte aos homossexuais da Uganda. Ao repórter Fábio Zanini, David Bahati, deputado que é autor da lei em questão, disse que a família ugandense está sob "ameaça" por conta dos homossexuais.


Para David, a homossexualidade é um vício. "Temos nossos valores. Isso não inclui a homossexualidade. Acreditamos que a pessoa não nasce com isso. É algo que é aprendido e pode ser 'desaprendido'. É como fumar. Torna-se um vício", disse o deputado a favor da pena de morte para os gays.


Durante a entrevista, outros absurdos são ditos pelo deputado reacionário como, por exemplo, de que a homossexualidade diminui a vida em "vinte anos". Além disso, ele não acredita que direitos gays sejam direitos humanos.


Questionado se a prisão perpétua para homossexuais não seria um exagero, David Bahati diz que não. "Que punição você daria para alguém que tenta destruir nossas crianças?", justifica o deputado. Bahati também defende a censura prévia. "Nossas crianças devem acessar informação em TV, ou na internet, livre do conteúdo gay".

Fonte: A Capa

Comentários

  1. Nosso leitor Enio entrou em contato conosco e deixou o seguinte comentário:

    "Infelismente estes são os verdadeiros "seres humanos". Que logo logo tomam pra si os poderes de Deus e matam em nome dele. Isso já aconteceu antes e vai continuar a acontecer enquanto o poder ficar concentrado em poucas mãos. Luiz Mott lançou recentemente o livro "Inquisição, homossexualidade e outros assuntos" e acho que lá em Uganda vamos ter mais uma santa inquisição. Já evoluimos muito como animais, mas como humanos........ "

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Levítico 18,22. 20,13

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Namoro Gay