Querem controlar sua vida!

 2

Sexta- feira da Paixão, sozinho em casa resolvi caminhar... Seria algo despretensioso se partisse de qualquer pessoa que fosse, contudo, vindo de mim não o é! Diria, sem embargo, que a caminhada era a circunstância para se chegar a um objetivo: SEXO.

Na pista, depois de algumas tentativas mal sucedidas, num misto de vontade e “não-vontade”, quase chegando à conclusão que ali estaria eu mais por vício de exposição do que o desejo de consumar um ato de lascívia, propriamente dito, encontrei um amigo: Marcelo. Este estava ali de igual forma com as mesmas intenções, não de se mostrar apenas, mas de arrancar algum boy bonitinho para um matagal qualquer ao redor.

Marcelo começou a caminhar comigo, nada de estranho. Por aqui, os gays que estão na pista fazendo pegação, fingindo que caminham, têm o costume de andar juntos. Não é nada producente, mas vale a amizade... Foi quando ele me convidou: “abriu uma igreja gay aqui na cidade, eu vou lá domingo, você quer ir comigo?” De início uma possibilidade a mais... Foi quando ele concluiu: “O pastor lá é muito bom, ele sabe na hora qual é sua intenção, e corta os caras que estão a fim de só curtirem uma.”.

Questionei de pronto: “Então se eu me interessar por um irmão bronzeado e de olhos verdes, sarado, não poderei arrastá-lo para o motel?”. O que escutei: “Acho que não, eles são contra essas coisas, lá sexo é coisa séria!”. Senti-me desconfortável com a colocação: ‘sexo é coisa séria’, desde quando eu disse que não é, ou sugeri algo contrário? Pensei... Passei a brincar e logo Marcelo se foi, à caça de um carinha que o interessou, marcando para eu ligar para ele, caso quisesse ir.

1Ainda irritado com a frase, pensativo, e caminhando observava como as pessoas são estranhas; elas abrem locais para algumas reuniões, que chamam de culto, e visam um relacionamento espiritual, uma forma de se sentirem melhor, mas, logo, começam a querer mandar uma nas outras, inclusive, com quem se transa, como se transa, na hora que se transa... Querem mandar em nossas vidas, nas nossas intimidades, nos controlar, em nome de uma pretensa vontade de Deus, que no fim das contas se resume tudo no pinto e no buraco...

Sexo é coisa séria, e deve ser praticado, todo o dia inclusive! Caso contrário a repressão sexual será fonte de doenças crônicas, psíquicas... Não é a falta de sexo que faz bem, pelo contrário... Tratar sexo com ideal místico é o tratar sem seriedade. Sexo é coisa séria, portanto pratique, com camisinha!

Quanto mim, se parar de chover, hoje, à noite, estarei na pista. Não quero uma igreja para mandar em minha vida. Não, obrigado, a vida é minha e dela cuido eu. Quero uma pista cheia de boys e muito atividade, eu escolho o que fazer e como fazer, e a igreja castradora e santa, que fique por lá com seus demônios... Eu apenas sigo vivo e vivendo!

Comentários

  1. Cara, eu nem frequento igreja alguma, então fique claro que eu não estou aqui a defendê-las.

    Entretanto, como disse em meu texto mais recente, na minha opinião, sexo envolve muito mais do que necessidade física de "foder". É assim que eu penso a coisa. Tipo, eu quero um carinha que goste de mim e eu dele (sou romântico mesmo, e sei o preço disso) e que construamos um relacionamento legal, de preferência duradouro.

    A igreja que você se refere - onde eu nunca pus os pés -, nesta questão do sexo eu concordo com ela. Não por "medo do inferno" ou de "estar pecando", meu querido, mas simplesmente porque transar por transar não é gratificante, sempre vai estar faltando "algo a mais", e esse "algo a mais" atende por vários nomes, tais como: carinho, amor, paixão, comprometimento, cumplicidade. Resumindo: "sexo sem amor é foda". Literalmente...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Isaias,

    Sem problemas, é pra discordar ou pra concordar à vontade! Isso nos honra, entretanto deixe-me dialogar aqui, e até bom seu questionamento, pois eu posso me explicar melhor...

    Enquanto valor, individual seu, de seus princípios, que significam seu mundo e te refletem nisso, cara, sem problemas algum... Você tem mais que lutar pelos seus valores, pois eles te constituem, e eu acho perfeito, isso é ser integro, mostra princípios e caráter. Então não discordo de sua postura.

    Meu problema é a padronização de um determinado comportamento, em demonização de outro. Quando o rapaz que me fez o convite falou da postura do dito religioso pastor, ele o fez naquela ideologia preconceituosa, contra aqueles que pensam um pouco diferente em relação ao sexo, que nessas igrejas não são bem-vindos, e se serem deverão se submeter a uma reorientação comportamental em relação à esses valores...

    Não discordaria se isso fosse trabalhado com o indivíduo, sem menosprezar um dito comportamento em prol de outro, mas sim, se vislumbrasse nessas questões um padrão ideológico, onde o indivíduo é convidado a se adequar não por outro meio ser satanizado, ou tido como INIMIGO DE DETERMINADA CONDUTA, mas tão somente por uma questão de liberdade, e de princípios, respeitando, contudo, os outros, que podem não querer esse padrão.

    Mas, não é isso que acontece, a questão é que o comportamento gay, para eles, é visto como um comportamento satanizado, mundano, de gueto e que precisa ser COMBATIDO, e nessas coisas minha alma não se compraz mesmo. Desta feita, às vezes,nem sempre o sujeito precisa de carinho mais intenso, no sentido de um compromisso, tão somente de uma trepada, de uma gozada, ou de uma punheta... Mas isso será veementemente proibido, e desautorizado como algo satânico, pernicioso, do diabo, das trevas, do maligno para destruir as almas e levá-las para o inferno. É isso que me incomoda, pois não é verdade...

    Abração

    Renato

    ResponderExcluir
  3. Eu te entendo, é chato quando querem nos impor determinados padrões comportamentais. Essas coisas precisam mesmo ser trabalhadas individualmente, pra que se explique as razões de se preferir essa àquela conduta.

    Sexo pra mim não é e nunca foi um 'tabu' ou uma coisa 'pecaminosa'. O que digo é que a religião deve contribuir para o bem-estar integral do indivíduo, e que viver uma vida a dois, com alguém te ama, seria o ideal, na minha opinião...

    Também ficaria honrado com uma crítica sua ao meu último texto lá no meu blog.

    Forte abraço

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Levítico 18,22. 20,13

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Namoro Gay