Racismo e intolerância no futebol

Zagueiro colombiano do Boca chora ao revelar ter sido vítima de racismo em jogo

Episódio envolvendo Bonilla, companheiro de Luiz Alberto, teria ocorrido na derrota diante do Colón, por 3 a 0, em Santa Fé.

0,,40138972-DP,00

O zagueiro colombiano Breyner Bonilla, do Boca Juniors, afirmou que o atacante Esteban Fuertes, do Colón, o ofendeu de forma racista durante a partida entre as duas equipes pelo Torneio Clausura argentino.

- Negro de m..., volte para a África, seu morto de fome - teria dito Fuertes no fim do primeiro tempo, após uma disputa de bola entre os jogadores, relatou Bonilla à emissora de rádio "La Red" e à rede de televisão "TyC Sports".

Bonilla, que faz dupla de zaga com o brasileiro Luiz Alberto, também negro, chegou a chorar ao relatar o problema em entrevista de TV.

- Fiquei quieto para não entrar no jogo dele. Pensei que ele queria me provocar para me tirar da partida - acrescentou o zagueiro colombiano, que também disse que outro jogador da equipe de Santa Fé o teria ofendido.

Bonilla foi expulso aos 44 minutos do segundo tempo por uma forte entrada no meia Facundo Bertoglio no duelo pela 13ª rodada do Clausura. O Boca perdeu por 3 a 0 e seu então treinador Abel Alves pediu demissão.

O colombiano disse não ter denunciado as ofensas quando depôs ao Tribunal Disciplinar da Associação do Futebol Argentino (AFA) sobre sua expulsão, apesar de não ter descartado fazer uma denúncia por racismo.

Fontes: Globo.com

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Namoro Gay

Bluetooth para pegação gay