Neymar foi vítima de racismo em Londres

ney1 Fonte: O tempo

Mais um episódio envolvendo atitudes racistas de torcedores europeus foi registrado no universo do futebol. Desta vez, a vítima do preconceito foi o jovem atacante Neymar, autor dos dois gols do Brasil no amistoso com a Escócia, neste domingo, no Emirates Stadium, em Londres.

Aos 22 minutos do segundo tempo, um casca de banana foi arremessada das arquibancadas e caiu próximo do camisa 11, que fazia mais uma bela jogada de ataque. Assim que o jogo foi parado, o volante Lucas Leiva retirou a casca do gramado que, ao que tudo indica, foi lançada por integrantes da torcida escocesa “Tartan Army”.

"Racismo não tem espaço no mundo. Na Europa, que diz ser do primeiro mundo, é onde acontece mais. A gente tem que, com a nossa imagem, tentar mudar isso, porque cor e raça não quer dizer nada", lamentou Lucas Leiva, que atua no Liverpool.

Visivelmente chateado, Neymar preferiu não polemizar. "Esse clima de racismo é totalmente triste. A gente sai do nosso país, vem jogar aqui na Europa e acontece essas coisas. A gente prefere nem tocar no assunto, para não virar uma bola de neve", afirmou o atacante em entrevista à Sportv.

O ato de racismo foi negado pelo porta-voz da torcida escocesa. "Neymar foi criticado porque acreditamos que estivesse fingindo uma lesão. O racismo não tem espaço na Tartan Army e se existisse, nós trataríamos de eliminá-lo", garantiu o representante da “Tartan Army.

Há uma semana, outros dois brasileiros foram vítimas de racismo na Europa: Roberto Carlos, do Anzhi, da Rússia, e Marcelo, do Real Madrid, da Espanha.

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Namoro Gay

Bluetooth para pegação gay