Marcelo Tas e o orgulho de sua filha gay

Assistia, ontem, ao programa CQC, pois sabia que o caso BOLSONARO iria render. Obviamente, esse caso específico, chamou-me a atenção pelas peculiaridades que ainda exporei em um artigo.

01-CNG Já era bem avançada a hora, quando, então, fiquei emocionado com o âncora, Marcelo Tas, que em um ato de indignação e confronto aos comentários de BOLSONARO, de que os filhos se tornam gays por não terem pais presentes, segurou a foto de sua filha, e disse: "Esta é minha filha Luiza, ela é GAY e eu tenho muito orgulho de ser pai desta menina!".

Fiquei orgulhoso de ver o orgulho do pai Marcelo por sua filha, e sua declaração de amor e carinho em público, sem o menor constrangimento contra todo o rancor e instigação ao ódio e violência levantados pelo BOLSONARO e Marco Feliciano na última semana. A atitude do Tas foi ímpar no cenário nacional, onde, às vezes, nem só os gays se escondem, mas as famílias dos gays sentem vergonha, ridículo e constrangimento com os filhos, irmãos, irmãs, tios, sobrinhos, etc. por conta de suas orientações neste país em que tudo é camuflado, inclusive a pequenez das pessoas e suas limitações (digo do preconceito).

Marcelo Tas, ontem, ao vivo, foi um gigante que contra a maré, e toda a tendência nacional, rasgou o peito e disse: “MINHA FILHA É GAY E EU ME ORGULHO DELA!”. Nesse momento, Tas encarnou em si o desejo de todo filho gay, que quer escutar a sua família dizer o mesmo. Todo sentimento massacrado, espezinhado, sofrido dos gays ganhou contorno, no Brasil, e pôde ser ressignificado, quando o estigma da desonra foi combatido por um pai ao mostrar sua filha gay em rede nacional e expressar ORGULHO por ela, por aquilo que ela é.

Parabéns Marcelo Tas, obrigado CQC!

Comentários

  1. Foi emocionante mesmo! Muito bonita a atitude de Marcelo Tas em mostrar sua filha e o orgulho que sente por ela, orgulho que independe da orientação sexual. Quem dera que todos os pais fossem assim... Que amassem e se orgulhassem de seus filhos, sem jugar...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Levítico 18,22. 20,13

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Namoro Gay