Cauã Reymond, sobre seu primeiro papel gay

“A opção sexual das pessoas é uma coisa que não deveria ser questionada, como se faz hoje”.

Publicada em 02/06/2011 às 16h23m

Cauã durante a entrevista. Foto: Daniel Delmiro

RIO - A partir desta sexta-feira (3), Cauã Reymond estreará nos cinemas brasileiros seu primeiro personagem gay: o Murilo, do longa-metragem "Estamos juntos", dirigido por Toni Venturi e protagonizado por Leandra Leal. Em um bate-papo com a Megazine, o ator, no ar na novela "Cordel encantado", admite que este é um momento importante para sua carreira, mas rejeita o rótulo de "personagem gay".

- Me incomoda quando falam: 'esse é o filme em que Cauã faz um homossexual'. Isso é tão normal para mim - dispara ele. - A opção sexual das pessoas é uma coisa que não deveria ser questionada, como se faz hoje. Cada um deve fazer o que está a fim. Se menino quer pegar menino ou menina quer ficar com menina, ninguém deveria se meter nisso. Não assumir sua sexualidade é ruim para a pessoa e para o parceiro também - acrescenta.

No filme, Cauã é o melhor amigo da protagonista, Carmem (Leandra Leal), além de DJ e assíduo frequentador da noite de São Paulo, onde se passa a história. Nesse ambiente, ele acaba consumindo drogas. Para entender melhor esse universo, o ator foi a diversas boates gays e conversou com casais homossexuais.

Durante a conversa, Cauã ainda abre o jogo sobre a vida amorosa com a também atriz Grazi Massafera, sua namorada há quatro anos. Entre as confissões...

- Lógico que quero filhos! Senão, qual é a graça de estar junto?

A íntegra da entrevista com Cauã Reymond estará na próxima edição da revista Megazine, que o jornal O GLOBO publica na terça-feira (7).

Fonte: Globo.com

Comentários

  1. Algumas mulheres costumam reclamar dos homossexuais por conta de sua própria solteirice... Gostaria de sugerir um post para leitura: "Tá faltando homem..."

    http://www.foradoarmario.net/2011/06/ta-faltando-homem.html

    Sergio Viula

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Levítico 18,22. 20,13

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Romanos 1,18-32

Namoro Gay

Bluetooth para pegação gay