Quem matou Rodemeyer?




O jovem estudante Jamey Rodemeyer, de 14 anos, desistiu de viver no último domingo (18). Ele ingeriu um coquetel de drogas e deu cabo da própria vida. Não sem antes se despedir pela rede, onde alguns meses antes tinha declarado ser gay. O garoto imaginou que encontraria na internet a compreensão que ele não estava tendo da escola, dos vizinhos e dos próprios familiares.
As mensagens que entupiram seu blog, no entanto, foram de ódio e ameaça. Em vez de apoio; xingamentos e ataques homofóbicos. Desde que revelou sua homossexualidade, a vida de Rodemeyer teria ficado insuportável. “Era algo tão sufocante que meu filho não conseguia mais estudar, ter amigos ou sair na rua”, disse a mãe Tracy Rodemeyer ao Mulher 7×7.
Jamey Rodemeyer
O menino passou a fazer terapia e tomar antidepressivos. Na tentativa de convencer a si próprio que a vida seria melhor após revelar sua orientação sexual, postou um vídeo no YouTube: “É preciso manter a cabeça erguida que você irá longe”, dizia o garoto. Mas em resposta a isso a violência dos ataques verbais se tornou ainda mais feroz: “Pessoas como você não deveriam ter nascido, o melhor você faz é dar um tiro na própria cabeça e com uma vida tão devassa”.

Estas são apenas algumas das milhares de frases destacadas de seu blog. A maioria com o mesmo tom agressor. A dor de ser apontado, rejeitado, excluído e humilhado pelo outro deve ser especialmente mais difícil para os mais jovens, em pleno processo de afirmação. “Era como se o mundo todo estivesse contra ele”, conta a mãe. “E todo meu apoio não foi suficiente para evitar o pior”.

O bullying contra homossexuais, especialmente nas escolas, é um assunto que vem sendo abordado pelos estudiosos com mais frequência. Uma pesquisa liderada por profissionais da Universidade da Carolina do Norte com adolescentes de até 19 anos mostrou que os suicídios nessa faixa etária são três vezes mais comuns entre homossexuais e bissexuais.
Parece fácil de entender. É um momento de descoberta da sexualidade e de afirmação da personalidade. “Elas naturalmente estão fora do grupo da maioria e se tornam vítimas de bullying com mais frequência”, diz a psicóloga americana Jennifer Williams, especialista no assunto. “Em geral já existe o dilema interno de aceitação, e depois tem o dilema da pessoa com os outros”, afirma.

A quem culpar pela morte de Jamey Rodemeyer? O estado, a escola, as crianças e os adultos que o insultaram pela rede? O suicídio de Rodemeyer, um adolescente saudável (inclusive psicologicamente), é uma morte, em tese, sem responsáveis. Mas ele tem sim autor – e mais de um, talvez milhares. Cada mensagem destrutiva deixada em seu blog e cada olhar recriminatório podem ter contribuído. É por isso que a morte desse garoto deve servir de alerta para todos nós, que ainda somos, na maioria, preconceituosos e tão pouco tolerantes.


******

Chorei ao ver o vídeo, e não posso deixar de suadar Luciana Vicária, autora da matéria para revista Época

Agora, o que doeu mesmo foi ler esse comentário abaixo, postado na página do vídeo no YOU TUBE, será mesmo que precisamos disso, passar por isso, com tamanha impunidade?:

"kkkkkkkkkkkkkk '' BICHINHA, BICHINHA '' kkkkkkkkkk SE TODOS OS GAYS FIZESSEM ISSO QUE ESSE BIBA FEZ SERIA UM VIADO A MENOS NO MUNDO... UMA CHARADA! QUAL O ANIMAL QUE MESMO SE MANTANDO NÃO ENTRA EM EXTINÇÃO? resp: O VIADO kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk jonathasfilho 17 minutos atrás

Comentários

  1. Este jovem não aguentou esta pressão, de não aceitação de sua natureza, de humilhações, desamor, desumanidade, não consigo encarar como suicidio e sim como homocidio, a sociedade com todo preconceito matou este jovem, como este comentario abssurdo, mostra como temos assassinos, crueis, frios, sem nenhum tipo de punição no Brasil, e nos Estados Unidos, ou outros paises, ainda existe uma grande parte de preconceitos, discriminações, por seres egoístas que se acham normais, só podemos lamentar tanta desumanidade, e pedir a Deus o criador, que console este espirito, que cure suas dores, e segura em seus braços este anjo, que veio ao mundo conhecer a crueldade humana.

    ResponderExcluir
  2. Assistam a mais este desabafo de Jamey:

    http://www.youtube.com/watch?v=P0Aw7axzuZU

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Levítico 18,22. 20,13

Romanos 1,18-32