Sessão pipoca: Latter Days



Nem tudo nesse filme é perfeito, como eu gostaria que fosse. Sim, há um toque muito forte do moralismo e de uma identidade corrompida do universo gay, no velho discurso “mundo promíscuo e suas nefastas consequências”, o que retira um pouco do efeito bom, e da denúncia marcante, que nos leva às lagrimas.

O silêncio das pessoas é profundo na sala, em que todos fitos, no filme, nem piscam, para não perderem a próxima cena. O momento é profundo, o drama é presente, Aaron (interpretado por Steve Sandvoss) está morto ou não? De repente, aquela bela música começa a embalar uma das cenas mais belas do filme, a cena em que Christian (interpretado por Wes Ramsey) vai purgar sua culpa, mesmo que ele não tenha nela responsabilidade alguma. Abide with Me é entoada, e as lágrimas começam a fazer parte do momento das pessoas, que ali assistem ao filme, mesmo que elas tentem disfarçar.

- Quer um lenço, Renato?

- Não, obrigado!

- Não imaginava que você fosse essa manteiga derretida! Por falar nisso, cadê Lorenzo?

- Você não vai implicar com ele também,  ou vai Fernanda?

- Mas ele foi lavar o rosto?

- Sim, eu estava chorando também, talvez para vocês isso seja apenas mais um filme, mais para mim, que fui expulso de casa, tem muito mais verdade nele, do que eu gostaria...

- Ahhh vai dizer que você já quis suicidar? Nem vem Lorenzo!

- E se um dia isso tenha passado por minha cabeça, Fernanda?

- Lorenzo, isso é coisa de fraco!

- Não, Fernanda, isso é coisa de gente desamparada por sua família cristã, família que diz que ama, mas não consegue amar nada que não ronde seu próprio umbigo, ou que a contrarie. Mas, como isso não aconteceu com você, não vou fazer o mínimo esforço para que você possa entender, até mesmo, pelo fato de eu não ter me matado, mas a minha antiga família ter morrido.

- Mas hoje você tem família Lorenzo!

- Sim Renato, a sua! Ou melhor, a nossa! (risos), e que eu serei eternamente grato, porque pude ter o privilégio de ser escolhido por vocês!

- É Lorenzo, mas você também nos escolheu, e somos gratos a você por isso também.
- Gente, desculpa, não achei que a coisa fosse assim!

- Tudo bem Fernanda, é que esse filme consegue mexer em coisas profundas, na alma, fica sossegada, que está de boa!

- Obrigada Renato, mas mesmo assim desculpa!

- Tudo tranquilo, vamos  pedir mais pizzas? 

Com muita satisfação, eu convido a vocês para assistirem ao filme abaixo: 



Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Namoro Gay

Bluetooth para pegação gay