CONDENAÇÃO?


A condenação brutal de pessoas homossexuais não é universal dentro da Bíblia, em Levítico nos capítulos 18 e 20! Ela se deu dentro de situações especiais em determinados momentos da história de Israel ou do judaísmo iniciante. Provavelmente os autores de Levítico se sentiam ameaçados por qualquer espécie de atividade sexual. Até a menstruação das mulheres era uma fonte de profunda inquietação! Bem provável que eles experimantavam irregularidades sexuais nos próprios meios sacerdotais. Em todos os casos, a reação extrema deles (Levítico capítulos 18 e 20), deixa transparecer um medo enorme da sexualidade em geral e de todas as irregularidades especialmente desta época.

A condenação radical é um produto de medo e, quem sabe, um instrumento de poder às comunidades! A conceituação do mundo puro e do impuro, do Israel santo e das nações vizinhas profanas da antiguidade não pode mais ser o nosso modelo de explicação e nem de entender o nosso mundo de hoje! Estabelecer uma divisão física entre o Deus santo (templo, povo, objetos santos) e uma realidade física de abominações não é lícito diante de Deus e do Evangelho de Cristo! Criaria um abismo entre uma ilha pequena de poucos escolhidos e a massa perdida. O sagrado não tem lugar físico demarcado, não precisa ser fisicamente protegido, não fica imcompatível com a sexualidade.

Alguns insistem em reforçar a idéia de que o homossexual é aquela pessoa sempre voltada ao sexo, à libertinagem, à promiscuidade... oras, homossexuais pensam em sexo tanto quanto heterossexuais! Assim como existem heterossexuais pervertidos, existem homossexuais pervertidos, não é exclusividade de uma ou de outra categoria! Sempre se referem aos homossexuais como pessoas que fazem uso indevido de seus órgãos genitais ou por outra, pessoas que só andam com a genitália na mente! O homossexual é muitas vezes definido como aquele que fica agarrando como um maníaco sexual, aquele que se tiver oportunidade já abrirá o aspecto do sexo... quanta mentira! Associaram homossexualidade à anomalias, doenças, desvios sexuais! Termos com sentidos pejorativos se referem ao homossexual em sua totalidade, nunca apenas como uma mera característica.

"Cristo é o fim da lei pra justificar a todo o que n'Ele crê! Moisés escreve que o homem que pratica a justiça que vem da lei, viverá por ela. Porém a justiça que vem da fé, diz: Não indagues no teu coração quem subirá aos Céus ou quem descerá ao abismo! A Palavra está perto de você, na tua boca e no teu coração, isto é, a Palavra de Deus que pregamos. Pois se com a tua boca confessar que Jesus Cristo é o Senhor, se crer que Deus Pai o ressucitou dentre os mortos, será salvo! Não existe distinção entre judeu e grego, o mesmo Senhor é de todos. Todos quantos invocarem o nome de Deus, serão salvos!"

Todos somos imagem de Deus, Ele declara justas todas as pessoas não por causa de suas atitudes, mas por causa da obra redentora de Cristo! A santificação vem porque Cristo cumpriu todas as vontades do Pai, através de Cristo, todas as pessoas que crêem sinceramente são santas e justas perante Deus. Fosse por nossas meras e vãs obras e atitudes humanas, ninguém seria salvo, nem homossexuais e nem heterossexuais, ninguém! Deus olhou do Céu pra Terra e não enxergou ninguém que fosse justo, nenhum humano ao menos... oras, os heterossexuais não garantiam a salvação pelas suas atitudes, a todos foi necessária a vinda de Cristo, pra viver, padecer por nós pra nos justificar e nos tornar santos! Homossexualidade é apenas uma das características de uma pessoa, não o todo de uma pessoa!


Fernando Nowackz
São Paulo / SP
nowackz@hotmail.com

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Romanos 1,18-32

Namoro Gay

Levítico 18,22. 20,13

Bluetooth para pegação gay