É lícito ou não?

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. Ninguém busque o proveito próprio, antes cada um o que é de outrem. (I Co 10,23-24).

Marco Paulo, obviamente que Paulo ao falar do casamento ordenou, em conselho, à igreja que se casasse por causa da dureza do coração de muitos. Embora, na visão do apóstolo, o celibato fosse a melhor e mais satisfatória forma de vida que o cristão pudesse almejar, é cediço, entretanto, que é a ÚNICA, E VERDADEIRA FORMA ANTINATURAL de se ser no mundo, de se constituir enquanto pessoa. E o casamento seria para camuflar os desejos pecaminosos, que, na mente do servidor de cristo, destruía a ligação do homem com as coisas espirituais, mas ao se casar seria tolerável aos olhos do Espírito.

Paulo, como um bom ESTÓICO, tinha os problemas de valores, que circundavam o pensamento epistemológico desse grupo de filósofos, em relação a praxis da pessoa no seu cotidiano. Entregar-se aos prazeres da carne (e aqui se entende qualquer prazer, do mais simples sorriso à mais intensa aventura) era sucumbir à razão, e ligando seu pensamento cristão na filosofia corrente, retro mencionada, era não alimentar o espírito, matar a alma, desligar-se de Deus.

Você nos pergunta se acreditamos no amor livre, ou se a proibição de manter relações sexuais antes do casamento é lícita, ou como nos colocamos diante das Escrituras em relação a tudo isso. Bem, no meio Gospel LGBT você encontrará às mais diversas opiniões sobre o tema. Aqueles que vão se posicionar contra qualquer afeto fora de uma união estável, de parceiro único, etc. E, aqueles, que não encontrarão nenhum impedimento em relação a tais valores por não os possuirem.

O Fato é, eu não posso, e nem sou autorizado a falar em nome de igreja nenhuma em relação à temática proposta, mas, posso falar por mim... Isto, pelo fato do Gospel LGBT não possuir nenhuma ligação com qualquer igreja institucional que seja, não somos dessa ou daquela denominação, mas carregamos na essência o pensamento crsitão, e nele nos debruçamos.

Na minha forma de contemplar às coisas, o cristão, homossexual ou heterossexual, não peca por manter conjunção carnal fora do casamento, salvo nas hipóteses em que se revelar proveito demasiadamente próprio em demérito do outro. O que vale dizer, que nessa circunstância, é defeso qualquer justificativa, pois o apelo que se faz, aqui, é o da consciência, e esta, a saber, é alteridade na busca pelo próximo. Assim sendo, não são os meus desejos, o os meus prazeres, mas, os NOSSOS desejos e os NOSSOS prazeres.

É válido transar com o amigo, desde que, esse amigo seja livre, e aquilo que eu pratico com ele não fira à ninguém, e nem cause constrangimento e desmerecimento à ninguém. Assim, o sexo pode ser sim casual, mas a casualidade deve figurar em liberdade dos seres que não se comprometem, mas, NÃO CAUSAM PREJUÍZOS nem a si, nem aos demais pelos atos praticados.

Na graça e na paz,

Renato Hoffmann

Categorias do Technorati , , , , ,

Comentários

  1. Nossa, faço suas minhas palavras, e só acrescentaria que a forma de se pensar o casamento hj, não é como Paulo imaginava qdo propôs os textos. Então só pelo fato de vivermos na época em que vivemos já não vivemos mais como a proposta de Paulo ao casamento "cristão".

    Parabéns Renato, vc é show!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela resposta e pela atenção, sei que as perguntas que faço tem varias pessoas querendo fazer mas não tem coragem!!!

    E quando voes estiverem me dando atenção vou perturbas voces (rs.....)

    Uma duvida que tenho, o cristão não tem que seguir um código de conduta, um código de etica, não temos que ser exemplos para os outros, sal da terra....

    Antes eu não sabia, mas a biblia tem varias passagens que fala sobre o sexo, mas os trechos que li fala que sexo é uma demonstração de amor, uma benção do SENHOR numa união estavél, não é uma forma de satisfazer a carne . (de maneira alguma quero ofender ninguém deste site). E também a varias passagens que JESUS abomina o adultério e a fornicação (sexo antes do casamento e masturbação eu acho).

    E na biblia fala que ela é a prova de falha , que niguem deve tirar ou acrescentar uma palavra, e vi que alguns post fala que a biblia é velha e obsoleta.
    Como sendo Gospel que cre num CRISTO ressureto e sendo gospel tem a biblia como livro guia , não pode acreditar na veracidade da biblia, é tudo meio confuso né!!!!

    ResponderExcluir
  3. O uso que vocês fazem da Bíblia e um exemplo do porquê ela é chamada de "a mãe das heresias".
    É sempre possível torcê-la de uma ou outra maneira até conseguir o resultado almejado.

    Sempre respeitei os homossexuais, com os respeito devido a todas as pessoas, não importa sua opção sexual, religiosa, política, etc. Mas é simplesmente ridículo quando alguns usam a Bíblia ou inventam alguma teoria (como a existência do "gene gay") para legitimar a homossexualidade. Não percebem que isso apenas coloca a questão num beco sem saída.
    Quaisquer pessoas têm direito de serem homossexuais porque são cidadãos livres e devem ser respeitados como quaisquer outros. O que passa disso , é sempre bobagem!

    ResponderExcluir
  4. Marco Paulo o Gospel LGBT é um espaço aberto ao diálogo. Sua dúvida é real, temos que seguir um código de ética,e isso consiste: amai-vos uns aos outros como eu vos amei. Ou ainda, amai a Deus sobre todas as coisas, e ao teu próximo como A TI MESMO. Então existem várias formas de se seguir esses mandamentos, e às vezes, nem tudo que se interpreta das Escrituras é de acordo com a vontade de Deus.

    Enquanto as satisfações da carne, aquilo que vc leu em Paulo, é isso mesmo, entretanto não foi Paulo quem transformou água em VINHO, e muito menos foi Paulo que se assentou com os pecadores e com eles foi chamado de GLUTÃO E BEBERRÃO (formas de satisfação da carne). Entretanto, isso vc encontra em Jesus. Então não generalize àquilo que vc lê nas Escrituras como regra básica de salvação e graça, pois nem sempre será.

    Qto aos textos que fale que as Escrituras são inerrantes, ora se um autor escreve e diz que seus escritos não devam ser levados a serio, pois são dados a erros inúmeros, ninguém leria, então, é até compreensível alguém escrever e dizer que aquilo que foi escrito é inerrante. Entretanto, tudo na vida é passível de erro, e afirmações categóricas só camuflam aquilo que mais se teme. Entretanto, não foi nesse blog que vc viu que as escrituras são obsoletas, pois não afirmamos posturas confessionais aqui, de qualquer forma ou essência.

    No mais,
    na graça e na paz,

    Renato

    ResponderExcluir
  5. Ilton Santana Não sei qto o altruísmo de suas colocações, mas nelas não consigo vislumbrar a nobreza dos ideais dispostos, ainda que se queira ter algum. Até mesmo que o pressuposto é uma única verdade estabelecida e aceita tacitamente, qto à verdade fundamentalista. "A Bíblia é a mãe das heresias, pois vcs as interpretam, torcendo-a, daqui ou dali, para terem os resultados almejados". Interessante, mas quem disse que os resultados onde seus valores são sustentados, são os verdadeiros, e quem garante que não são os seus valores que são distorcidos entendimentos escriturísticos?

    Portanto, duvido que vc respeite alguém, seja ele quem quer que seja pelo, simples, fato de se ser o que se é, afinal, vc não consegue, ou pelo menos demonstrou aqui, não suportar opinião que divirja da sua sem taxar de heresia!

    Bem, as únicas questões num beco sem saída são as extremadas, pois estão perdendo espaços na diversidade, que na contemporaneidade passa ser desejada. Não é uma razão cega, ou sentimentos silogísticos que argumentam algum princípio, mas que não se sustenta, pelo simples fato de carecer do mérito, ou da própria razão.

    Daí, continuo não vendo a nobreza de seus ideais, nem mesmo qdo vc tenta expô-los, pois vc já fechou com sua opinião e tudo que está contrário a ela heresia é.

    Na graça e na paz,

    Renato.

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito das tuas palavras e o minha razão concorda em gênero, número e grau com a conclusão do teu texto. Sempre achei um exagero sem tamanho discriminar o relacionamento sexual quando há cumplicidade e respeito, com parceiros de qualquer orientação sexual.

    Fique na paz:)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Romanos 1,18-32

Levítico 18,22. 20,13

Juiz erra em decisão liminar: clínica psicológica não é laboratório de experiências científicas