terça-feira, setembro 20, 2011

Municípios mineiros se unem para garantir direitos LGBT


Respresentantes de várias cidades vão para Conferência Estadual de Políticas Públicas e Direitos Humanos levando propostas para promover os direitos LGBT

Publicação: 20/09/2011 11:37 Atualização:
Os municípios mineiros se uniram para promover os direitos da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT). Desde julho, cidades de várias regiões do Estado estão realizando conferências regionais ou municipais para discutir demandas e propostas que serão apresentadas na II Conferência Estadual de Políticas Públicas e Direitos Humanos para o segmento LGBT. O encontro, promovido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), por meio da Coordenadoria Especial de Políticas de Diversidade Social (Cods), será realizado nos dias 15 e 16 de outubro, em Belo Horizonte.

Betim, Santa Lucia Juiz de Fora, Almenara, Uberlândia, Belo Horizonte, Muriaé, Contagem e Sabará já promoveram suas conferências e estão prontos para somar forças ao evento estadual. O tema central dos debates, “Por Um Estado Livre da Pobreza e da Discriminação: Promovendo a Cidadania LGBT”,  é preparatório para a II Conferência.

Além de conferir as principais necessidades para a garantia dos direitos LGBT, os encontros no interior de Minas elegeram os delegados para participar do evento estadual. Governador Valadares será o próximo município a realizar a conferência regional, que vai envolver 15 cidades no dia 8 de outubro.Os principais objetivos da II Conferência são avaliar e propor as diretrizes para a implementação de políticas públicas para o combate à discriminação e à promoção dos direitos humanos e cidadania do segmento em âmbitos estadual e nacional.

(Com agência Minas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...