Amor gay no cinema


SETE PASSOS PARA CRIAR UMA "HISTÓRIA DE AMOR" GAY NO CINEMA


por João Marinho

1- Crie um ambiente bem homofóbico. Pode ser de uma cidadezinha do interior a uma igreja... Mas o preconceito tem de grassar.

2- Junte um personagem que se aceita gay (a "bicha") apaixonado por um que não se aceita, ou mesmo é hétero (o "bofe").

3- Faça com que os dois vivam um caso de amor. Melhor ainda se for amor só pra "bicha": pro "bofe", só sexo ou ele não admite que é amor.

4- Coloque uma personagem hétero fofoqueira e bisbilhoteira para descobrir tudo e espalhar a notícia. Pode ser um homem também.

5- Faça com que todas as pessoas do ambiente bem homofóbico se virem contra o casal – e que ele sofra bastante.

6- Depois do sofrimento, faça com que o "bofe" descubra que sempre amou a "bicha" – ou que a "bicha" descubra que ele é só um aproveitador.

7- Mate a "bicha". De preferência, de forma bem trágica. Se for demais, que ela viva, mas termine sozinha e infeliz.

FIM

Sinceramente, não está na hora de os roteiristas pensarem em algo diferente, não?

Comentários

  1. Disse tudo, pois estou fazendo uma sessão pipoca onde já assisti uns 90 filmes GLS e é quase sempre a mesma coisa, definiu o roteiro de uns 70 filmes mais ou menos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

1-Este blog aceita comentários que sejam específicos, ou em diálogo com as postagens correspondentes, conteúdo fora do contexto da mensagem correspondente poderá não ser publicado.

2- São vedados comentários com conteúdo de pregação ou proselitismos de doutrinas específicas de igrejas cristãs, ou qualquer outra religião,salvo quando estes se referirem à crítica de uma postagem principal em concordância ou discordância da mesma, devidamente fundamentados.

3-Conforme art. 5º, IV da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato.

4-Todo conteúdo dos comentários será avaliado, sendo reservado o direito de não serem publicados, os comentários, caso seus fundamentos sejam ofensivos ou desrespeitem o direito dos homossexuais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

As mais lidas na semana

Oito motivos para ter uma chuca portátil

Levítico 18,22. 20,13

Romanos 1,18-32