VEJA O QUE ROLA POR AQUI!

Nossos destaques:

VEJA O QUE ROLA POR AQUI! VEJA O QUE ROLA POR AQUI!

O amor cristão nos EUA expulsa jovens de casa por serem gays

Cacciati dai genitori migliaia di gay diventano homeless

O amor cristão nos EUA expulsa jovens de casa por serem gays O amor cristão nos EUA expulsa jovens de casa por serem gays

Ser um homem feminino

Salve, salve a alegria, A pureza e a fantasia […]

Ser um homem feminino Ser um homem feminino

DAR A BUNDA

Se dar a bunda... Já era!

Se dar a bunda...Já era! Se dar a bunda...Já era!

Ainda falando sobre promiscuidade

Ainda falando sobre promiscuidade Ainda falando sobre promiscuidade

A culpa é da promiscuidade: um erro conceitual

os gays são promíscuos e quem não ?

 A culpa é da promiscuidade: um erro conceitual
 A culpa é da promiscuidade: um erro conceitual

Carpe Anum // Carpe Culum

Carpe o quê?

Carpe Anum // Carpe Culum Carpe Anum // Carpe Culum

Sessão Pipoca: The Trip

FILME

Sessão Pipoca: The Trip Sessão Pipoca: The Trip

Justiça de BH autoriza casamento homossexual

Carlos Eduardo e Jorge irão formalizar união em abril próximo...

Justiça de BH autoriza casamento homossexual Justiça de BH autoriza casamento homossexual

A culpa é dos gays?

Site atribui responsabilidade aos gays por mulheres estarem solteiras em Campo Grande...

A culpa é dos gays? A culpa é dos gays?

Querem desprestigiar os gays!

O Vaticano lançou uma crítica sobre a matéria publicada nos meios de comunicação...

Querem desprestigiar os gays! Querem desprestigiar os gays!

Uma defesa para Silas Malafáia.

mas não há outra coisa a se fazer aqui, nesse momento, depois de ler em alguns blogs evangélicos

Uma defesa para Silas Malafáia. Uma defesa para Silas Malafáia.

Sessão Pipoca: Mambo Italiano

FILME

Sessão Pipoca: Mambo Italiano Sessão Pipoca: Mambo Italiano

Banho Turco/ Hamam -- Il Bagno Turco- Sessão Pipoca

Esse filme eu descobri por conta do meu professor de italiano, que constantemente...

Banho Turco/ Hamam -- Il Bagno Turco- Sessão Pipoca Banho Turco/ Hamam -- Il Bagno Turco- Sessão Pipoca

Deus ama ao que dá com alegria (II Co 9,7)

segunda-feira, outubro 31, 2011

Sessão pipoca especial: Lutero


Hoje é o dia da Reforma Protestante, dia em que Martinho Lutero fixou na porta da catedral de Wittenberg 95 testes contra a prática das vendas de indulgências.

A Reforma está longe de ser um movimento de restauração da fé, afinal, o jogo político por de trás é tão sórdido quanto nos atuais dias. Lutero, não é herói de nada, contudo, não deixa de ser um marco importante de denúncia e exploração do poder papal à época de 1517. Muito embora, o reformador, quando teve o poder em suas mãos, não deixou de cometer desmandos atrozes contra judeus, anabatistas e camponeses na Alemanha.

Convido a você assistir esse filme, mas não se desligar da crítica, pontuando sim a Reforma como um movimento importante na época, mas não santo como desejam alguns piedosos... Pipocas à mesa, bom filme:

domingo, outubro 30, 2011

Mais uma vítima na Paulista: Espancado na região da Paulista fica com braço quebrado e perde dente


Vítima foi agredida na madrugada deste sábado (29) na Brigadeiro.
Ele afirma que não é homossexual, mas pode ter sido confundido.

Vítima teve braço quebrado, corte no queixo e perda de um dente (Foto: Roney Domingos/ G1)

Um rapaz de 28 anos que pede para não ser identificado teve braço esquerdo quebrado, sofreu um corte no queixo e perdeu um dos dentes caninos após sofrer agressão em um local próximo à esquina da  Avenida Brigadeiro Luís  Antônio com a Avenida Paulista,  por volta das 3h30 deste sábado (29). O delegado do 36º Distrito Policial -  Vila Mariana registrou o caso como lesão corporal. O rapaz, que deu entrevista ao lado da namorada, afirmou que não é homossexual, mas pode ter sido confundido pelo agressor. "Não sou, mas por conta de ter bastante desse público na região podem ter achado que eu era", afirmou.

A vítima conta que estava na casa de um amigo e quando retornava a pé para sua residência na mesma região encontrou o grupo formado por três rapazes e uma menina. Um único homem - careca, com 1,80 metro de altura e camiseta vermelha - o agrediu.  Depois de chutar a vítima o homem  tentou encontrar dinheiro em seus bolsos. Os outros tentaram impedir a agressão. A sequência de chutes só parou porque pessoas de um estacionamento próximo, armadas com barra de cano, afugentaram o grupo.
"Um dos rapazes falou alguma coisa para mim que eu não entendi. Eu perguntei para ele o que era. Ele disse que ia me bater e começou a me xingar. Eu tentei sair correndo. Ele me passou uma rasteira e caímos os dois no chão. Eu estava de costas e ele começou a me chutar. Eu falando para ele parar e ele não parava. Os outros amigos que estavam com ele falaram para ele parar, mas ele não parava. Uma hora o pessoal do estacionamento do supermercado viu e vieram com um pedaço de cano. Eles fugiram", contou.

Segundo a vítima,. testemunhas disseram que já tinham visto o grupo do agressor na mesma rua.  A Polícia Militar foi chamada e levou a vítima ao Hospital do Servidor Público, onde recebeu atendimento. Imagens de segurança podem ajudar a esclarecer o caso. O rapaz diz que ele e sua namorada foram ao hipermercado neste sábado tentar obtê-las, mas não conseguiram.
Morador na região, ele afirma que o crime ocorreu por falta de policiamento. "Falta segurança. Moro na região e não vejo polícia passar. Tá muito dificil viver em São Paulo. Mesmo que fosse homossexual não seria motivo para ter apanhado. Tantas outras pessoas passaram por isso e quantas ainda vão passar?", questiona. 

A Polícia Militar informou, por meio de nota, que o policiamento no local será intensificado.  O patrulhamento da área é realizado pelo 11º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano por meio de ronda escolar, policiamento comunitário, rádio patrulha e força tática.
Segundo a PM, de janeiro a setembro de 2011, a Polícia Militar recuperou 367 veículos roubados e furtados, efetuou 380 prisões em flagrante e apreendeu 42 armas de fogo que es tavam em poder de criminosos na área de atuação da companhia.
A PM colocou-se à disposição também através do Disque-Denúncia "181", caso haja informações complementares que possam auxiliar em futuras ações policiais e na promoção da tranquilidade pública, além do 190 para os casos de emergência.

sábado, outubro 29, 2011

Cientistas definem o tamanho normal do pênis



Academia Francesa de Cirurgia divulgou um documento indicando o que os médicos afirmam ser o tamanho normal do pênis humano.
 
Para os especialistas, o pênis normal cerca de 9 centímetros quando está flácido e entre 12 e 14 centímetros quando está ereto.
 
O anúncio feito pelos médicos foi feito para evitar que muitos homens procurem tratamentos perigosos, desnecessários e sem efeitos, já que a maioria dos procedimentos realizados para aumentar o tamanho do pênis não funcionam.


Fonte: Cena G

Dia da Consciência Negra será lembrado com culto em igreja gay




Igreja da Comunidade Metropolitana de São Paulo vai realizar no dia 27 denovembro um culto especial de celebração para lembrar o Dia da Consciência Negra,comemorado no Estado de São Paulo com feriado no dia 20 de novembro.


O culto começa às 18h na sede da ICM-SP,no bairro paulistano de Santa Cecília, tem entrada gratuita. O convidado especial, vindo diretamente do Congo Belga, naÁfrica, será Bas’ilele Malomalo.

Ele é teólogo cristão e doutor em Sociologia pela UNESP e membro da diretoria executiva do Instituto do Desenvolvimento da Diáspora Africana no Brasil (IDDAB).


A sede da ICM de São Paulo fica na Rua Sebastião Pereira, 231 – Santa Cecília. Mais informações no telefone (11) 2737-3998. 

Sessão pipoca: Dream Boy


Quando acabei de assistir esse filme, curiosamente, veio-me à memória uma música do Roupa Nova: Amo em silêncio. Peguei o violão e toquei com a galera que estava reunida em minha casa, cantamos e, o mais bacana, foram as conclusões sobre o filme.

 É que, no final, o tema é livre, e o espectador é quem decide o destino de Natham e Roy, então, desta vez, eu não poderei comentar, aqui, as discussões sobre o roteiro que rolaram, sob pena estragar o glamour da coisa! Mas a todo instante ela estava lá: Amo em silêncio, principalmente a parte que diz: Sou como a estrela que o dia não vê/ Que espera/A noite chegar/Ah! Ah! Ah!/ Hoje meu mundo/ É só eu e você/E é nos sonhos/ Que eu vou/ Te encontrar...

Então, se você não conhece a canção, eu vou deixá-la aqui também, até pelo fato dela ser muito bonita!




Agora, só por coincidência, tem um carinha na academia em que eu malho que me lembra muito o ator que representou o Roy, aliás, a semelhança é espantosa, diria eu! O que me fez valorizar o filme mais ainda...

É uma linda história de amor, daquelas, que a maioria de nós deseja, dentro do amor idealizado, platônico, perfeito. Bem, o filme é muito simples, mas envolve temas como o incesto, homossexualidade, abuso sexual e violência. Mas, não é agressivo, por que cumpre o papel de ser romântico, e ao final você ainda escolhe o destino dos personagens. Enfim, eu me encantei pelos garotos e pela história, espero que vocês também gostem, então sem mais delongas, pipocas prontas, bom filme! (clique em close to play e o vídeo começa a carregar)

 

sexta-feira, outubro 28, 2011

Deputado vai apresentar pedido de plebiscito sobre validade da união gay no Brasil




O deputado federal e pastor membro daFrente Evangélica Marco Feliciano conseguiu reunir na Câmara na última quarta-feira (26), as assinaturas necessárias para pedir um plebiscito sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo no Brasil, reconhecido nesta semana pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).


O plebiscito sobre a união homoafetiva será convocado por meio de Projeto de Decreto Legislativo e vai questionar se a união de pessoas do mesmo sexo é uma entidade familiar ou não. O deputado quer saber a opinião do povo porque acredita que seus colegas não se sentem à vontade sobre o tema.

Fonte Cena G

Polícia prende suspeito que se vestia de mulher para despistar em SC


Segundo a Polícia Civil, traficante tinha roupas femininas e maquiagem.
Suspeito usava disfarce para transporte de drogas na região de Itapema.

Suspeito preso por tráfico diz que se vestia de mulher
para despistar a polícia
(Foto: Maurice Kisner/Agência RBS)

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu um homem de 24 anos que se vestia de mulher para realizar o transporte de drogas no estado. Conforme a polícia, o suspeito integraria uma quadrilha de tráfico estadual.
Para o disfarce, o suspeito usava roupas feminas e até maquiagem. Ele foi preso em uma pousada em Itapema.
Segundo a Polícia Civil, a prisão ocorreu após denúncia à Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC), que foi à pousada. O suspeito jogou embalagens com droga pela janela do apartamento e, em seguida, se jogou pela janela do 3º andar, agarrando-se e em uma árvore e tentando fugir.
No local também foram encontrados meio quilo de crack, maconha, e duas pistolas. No quarto também havia roupas de mulheres e kit de maquiagem.
Fonte G1

Candidata à deputada conservadora admite caso lésbico com menor




Uma candidata conservadora à Câmara de Deputados da Virginia, nos Estados Unidos, admitiu ter tido um caso com uma estudante menor de idade quando era professora de ginástica nos anos 1970.

Eu nunca tentei esconder que tive um caso homossexual”, disse Linda Wall. “Se qualquer pessoa der um Google no meu nome, vai encontrar. Quarenta anos atrás eu era uma pessoa diferente. Era uma grande consumidora de maconha, com um julgamento prejudicado e fiz algumas escolhas erradas”, disse.



candidata conservadora disse ter se desligado da escola após uma diretora ter confrontado ela sobre a acusação.

Após o ocorrido, Wall disse ter se convertido ao cristianismo, mudado sua orientação sexual e parado de usar drogas.

Fonte: Cena G

Casal de lésbicas francesas tenta reverter veto a casamento igualitário



Um francês que mudou de sexo para se tornar mulher, mas permaneceu com sua esposa, com a qual é casado há 15 anos, e seus filhos, está buscando o reconhecimento legal de seu status alterado, em um caso que pode reabrir o debate sobre a proibição ao casamento igualitário na França.

Chloe Avrillon, uma engenheira de computação de 41 anos, fez a operação da troca de sexo há cinco anos e ainda mora com a esposa Marie-Jeanne, uma lésbica, e seus três filhos no oeste da França.

Uma proibição constitucional da França para os casamentos entre pessoas domesmo sexo foi confirmada pela mais alta autoridade constitucional do país em janeiro passado, em um caso apresentado por duas mulheres.

Os conservadores que governam a França são contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas o socialista François Hollande, que segundo pesquisas de opinião tem chances de derrotar o presidente Nicolas Sarkozy nas eleições presidenciais do próximo ano, é favorável a uma mudança de lei para torná-lo legal.

quinta-feira, outubro 27, 2011

Papa Bento XVI reúne 300 ateus e representantes de outras religiões para culto ecumênico na Itália



Em Assis, na Itália, o papa Bento XVI reúne nesta quinta (27) em um culto ecumênico representantes de 300 religiões e ateus. É a primeira vez em que pessoas que não acreditam na existência de Deus participam das cerimônias. O objetivo é promover um dia de reflexão e fé, segundo o Vaticano. É o 25º aniversário do Dia Mundial de Oração pela Paz, que começou com o papa João Paulo II, em 1986.

O papa fará um sermão, na Basílica de Santa Maria dos Anjos, e em seguida, haverá a participação dos representantes de várias religiões e dos ateus. O Vaticano organizou ainda um almoço. Em seguida, Bento XVI e os líderes religiosos irão do Convento de Santa Maria dos Anjos em direção à Praça São Francisco de Assis, onde será encerrada a cerimônia ecumênica.

A cidade italiana se tornou famosa por ser o local onde nasceu São Francisco e em que ele fundou a ordem Franciscana, no século 13. A região tem pouco mais de 25 mil habitantes, mas guarda a arquitetura original e a Basílica de Santa Maria dos Anjos, um local que atrai turismo.
AGÊNCIA BRASIL

MG: Professora transexual tem nome social reconhecido

Publicado no Jornal OTEMPO
Sayonara está feliz com decisão


Uma professora transexual da rede estadual de ensino em Uberlândia, no Triângulo, comemorou a orientação do governo de Minas de que o nome social seja utilizado na administração pública direta e indireta. A resolução 8.496 assegura "às pessoas transexuais e travestis a identificação pelo nome social no âmbito da administração pública do poder executivo".

Isso significa que, nos documentos referentes à sua vida funcional, a professora poderá utilizar o nome Sayonara Nogueira e não o seu nome civil, Marcos Nogueira.

Para agentes públicos, a resolução assegura que o nome social pode ser usado em documentos de identificação funcional e em comunicações internas, mediante requerimento.

As normas de como essa solicitação deve ser feita ainda estão sendo estudadas no governo, mas o certo é que a professora terá o nome Sayonara em documentos relacionados à sua vida profissional. "Meu maior desejo é mudar o nome no diário de classe. Quando os alunos veem o nome Marcos eles não entendem. Poder usar o nome que eu escolhi é um sinal de respeito profissional", explica a professora, que já manifestou o interesse de utilizar seu nome social nos departamentos pessoais das escolas nas quais trabalha.

Professora dos anos finais do ensino fundamental e médio, Sayonara iniciou sua trajetória como professora há dez anos. Segundo ela, por meio do diálogo, ela conseguiu ser acolhida pela comunidade escolar e pelos alunos.

A coordenadora Especial de Políticas de Diversidade Sexual de Minas, Walkíria La Roche, afirma que não são apenas os servidores que poderão se beneficiar dessa resolução. "Qualquer pessoa que tiver uma relação com a administração pública garante esse tipo de tratamento. Um visitante numa unidade da administração, por exemplo, poderá, se quiser, ser identificado pelo nome social", explica.

A resolução assegura que o nome social tenha preferência, salvo em casos em que o nome civil seja uma exigência legal, como em concursos públicos.
"Sempre converso com meus alunos. Os adolescentes têm a mente mais aberta para a inclusão social e eu tive uma acolhida muito boa."Sayonara Nogueira
Professora

quarta-feira, outubro 26, 2011

Homossexual foi amarrado, espancado e queimado vivo




O corpo de um homossexual foi encontrado amarrado, com marcas de espancamento e carbonizado.


O crime aconteceu na cidade de Cumnock, província de Ayrshire, na Escócia.

A polícia suspeita que Walker tenha sido vítima de ataque homofóbico.



Stuart Walker, 28 anos, tinha começado a trabalhar em um bar, dias antes da sua morte, e, no dia do crime, devia ter ido para o aniversário de 80 anos da sua avó, mas não apareceu.

A polícia informou que aconteceram várias festas na vizinhança na madrugada do crime.

Fonte Cena G

Bispo Marcelo Crivella critica "ativismo judiciário" do STJ sobre casamento gay




O senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) se manifestou contra a possível aprovação do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao casamento gay, em ação movida por um casal de lésbicas do Rio Grande do Sul.


No plenário, Crivella afirmou que o assunto é preocupante. Segundo ele, o STJ deve ter "bom senso".

O senador comentou ainda a união estável aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em maio deste ano, e ressaltou que o casamento é uma questão diferente, já que é capaz de gerar filhos.

Fonte Cena G

Empresa de Turismo LGBT faz pesquisa no Brasil



A empresa britância Out Now, especializada em marketing para o público LGBT,  está fazendo uma pesquisa para saber o perfil desse segmento no Brasil.

Para isso, foi feita parceria com a Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes – AbratGLS.

No site da entidade brasileira, está disponibilizado questionário com perguntas sobre hábitos de compras, adoção, estilo de vida, relacionamento e outros tópicos.



Fonte: Cena G

terça-feira, outubro 25, 2011

Por 4 a 1, STJ reconhece casamento civil entre pessoas do mesmo sexo



A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu provimento ao recurso especial no qual duas mulheres pediam para serem habilitadas ao casamento civil.

No início do julgamento, na última quinta-feira, quatro ministros votaram a favor do pedido. O ministro Marco Buzzi, último a votar, pediu vista. Ao apresentar seu voto na sessão desta terça-feira (25), Buzzi levantou um questão de ordem recomendando que o caso fosse levado a julgamento na Segunda Seção, que reúne os ministros das duas Turmas especializadas em direito privado.

Por maioria de votos, a questão de ordem foi rejeitada. Prosseguindo no julgamento do mérito, o ministro Buzzi acompanhou o voto do relator, ministro Luis Felipe Salomão, dando provimento ao recurso.

O ministro Raul Araújo, que já havia acompanhado o voto do relator, mudou de posição. Ele ponderou que o caso envolve interpretação da Constituição Federal e, portanto, seria de competência do Supremo Tribunal Federal (STF). Por essa razão, ele não conheceu do recurso e ficou vencido. 



Fonte: STJ

Ex-garota de programa declara:"Fiz programas com padres e pastores"



Lançando livro sobre religião, Vanessa de Oliveira conta que achava que ia pro inferno e que rezava enquanto fazia sexo com clientes.

A escritora internacional e ex-garota de programa Vanessa de Oliveira lança seu quinto livro, Reunião de Bruxas - O Livre Arbítrio é Sagrado, que aborda religião e traz detalhes curiosos da sua vida sexual, como já ter transado com padres e pastores.

Vanessa afirma que sempre foi religiosa. "As pessoas pensam que alguém ligado ao sexo está alienado do mundo espiritual. Garotas de programa acreditam em Deus também. Neste livro, eu faço uma reflexão sobre Deus. Todos têm uma missão, mas depende de você. Deus não julga e não determinou que eu fosse garota de programa. Foi escolha minha", diz a escritora.

Achava que ia para o inferno
Durante seus cinco anos na prostituição, Vanessa teve como clientes padres e pastores. "Fiz vários programas com alguns padres e pastores, nem por isso eles eram pessoas ruins. 

Muitos líderes religiosos não têm conduta exemplar. Eles sentem o chamado de Deus e fazem os votos. Mas não têm experiência sexual e necessitam de sexo. Lá dentro da igreja, eles veem que o celibatário é uma bobagem. O mais importante é o trabalho na igreja, não se eles fazem sexo. Muitos acabam contratando garotas de programa", conta ela, que sofreu crises existenciais e achava que iria para o inferno. "No primeiro ano de trabalho, eu me julgava e achava que ia para o inferno por fazer programas. Todas as vezes que procurei a igreja, a porta estava fechada, porque passava das 18h. O que me trouxe alívio foi o livro de espiritismo de Allan Kardec", lembra.

'Rezava transando com os clientes'
Vanessa de Oliveira não se considera pecadora porque foi garota de programa. "Não sou pecadora por isso. Tenho outros pecados. Toda mulher que gosta de sexo reza. Quantas vezes eu rezava para mim transando com os meus clientes. Eu rezava Pai-Nosso e Ave-Maria ou contava 1, 2... Ou contava quanto de dinheiro tinha conseguido naquele dia e o que eu iria comer quando eu saísse dali. Era só o meu corpo que estava ali", conta ela, que teve um cliente dentista que gostava de se vestir de padre e outro, médico, que fingia ser ele a freira e ela o padre.
O livro narra o encontro de cinco bruxas através dos séculos com a missão de revelar as leis universais da magia. O lançamento será no próximo dia 31, Dia das Bruxas, em Sampa.

Fonte: Meia Hora

Partido islâmico da Malásia quer impedir show de Elton John





Membros de um partido islâmico de oposição na Malásia pediram o cancelamento de um show de Elton John, programado para o próximo mês, sob a alegação de que o cantor promove o hedonismo.

Shahril Azman Abdul Halim Al Hafiz, dirigente do Partido Islâmico da Malásia, afirmou que a apresentação, prevista para22 de novembro no balneário de GentingHighlads, poderia corromper os jovens muçulmanos pela homossexualidade do músico.

"Isto não é bom. No islã, a homossexualidade é proibida. Ele está promovendo o hedonismo. O hedonismo não é bom no islã".

O PAS sempre protesta antes de shows de artistas ocidentais, alegando quepromovem um estilo de vida promíscuo e corrupto. Os espetáculos, no entanto,geralmente acontecem sem incidentes, mas os artistas devem observar regras estritas, como evitar a exposição de partes do corpo ou beijos no palco.



Fonte Cena G

Câmara dos Deputados aprova lei que penaliza quem discrimina pessoas com HIV



A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei da ex-senadora Serys Slhessarenko que penaliza a discriminação contra portadores do vírus HIV.

Pela proposta, que retorna ao Senado, quem discriminar um portador da doença pode ficar preso de um a quatro anos emulta.

A medida beneficia homo e bissexuais de forma significativa.



Fonte: Cena G

Diálogos com o passado


Publicado no Jornal OTEMPO em 25/10/2011

CARLOS ANDREI SIQUARA



Cidade de Ouro Preto




A sétima edição do Fórum das Letras, a ser realizado em Ouro Preto entre 11 e 15 de novembro, salientará o histórico cultural e literário da cidade que já foi palco de movimentos artísticos bastante consistentes ao longo do tempo.

A partir do tema Memória do Esquecimento, a programação irá evocar o pujante passado da ex-capital de Minas Gerais, e do país de maneira ampla, para alimentar novos diálogos no presente. Oficinas, encontros e debates com a presença de escritores brasileiros e estrangeiros, além de estudantes e pesquisadores, darão dinâmica a esse projeto realizado pela Universidade Federal de Ouro Preto.

Durante a coletiva de imprensa realizada ontem, a curadora geral do evento, Guiomar de Grammont, adiantou que um dos destaques será a presença da atriz e escritora Judith Malina, que há quatro décadas foi expulsa do Brasil junto com os integrantes do Living Theatre, por imposição do regime de ditadura.

Outra convidada é Cecília Boal, mulher do dramaturgo e diretor de teatro Augusto Boal (1931-2009), cujo trabalho foi emblemático para pensar o teatro como um instrumento de manifestação política.

Embora a dramaturgia ganhe uma visibilidade inédita no festival, com a curadoria da pesquisadora da UFOP Alessandra Vanucci, Grammont afirma que essa não é a primeira vez que os professores dos cursos de artes cênicas, trabalham conjuntamente aos dos departamentos de letras, filosofia, música e jornalismo para conceber a diversificada programação.

"Nós temos priorizado um trabalho em conjunto para conseguirmos abranger a diversidade da produção contemporânea, levando em conta uma reflexão sobre o passado cultural e político do país", disse Guiomar de Grammont que frisou o papel da memória para valorização dos múltiplos papéis dos artistas na sociedade.

"Além desses convidados, nós vamos também receber vários escritores brasileiros que ainda não estiveram no Forum, como Arnaldo Bloch, Ronaldo Correia de Brito, e alguns veteranos, como, a autora Branca Maria de Paula e outros integrantes do coletivo 21", completa.

Nomes que figuram entre os principais do jornalismo contemporâneo, como (a também escritora) Eliane Brum, Joaõ Gabriel de Lima e Paulo Roberto Pires estarão presentes para debater sobre jornalismo cultural.

Agenda

O QUÊ. Fórum das Letras
QUANDO. De 11 a 15/11
ONDE. Ouro Preto-MG
QUANTO. Entrada franca




Homenagem a Elizabeth Bishop
Com uma programação extensa que abrange literatura, teatro, e jornalismo cultural, dentre outras áreas, o Fórum das Letras também inaugura neste ano a realização de um congresso internacional dedicado à apresentação de trabalhos acadêmicos.

O evento Deslumbrante Dialética: O Brasil no Olhar de Elizabeth Bishop, realizado pela UFOP em parceria com a UFMG, será um dos carros-chefes desta edição.

A professora Maria Clara Galery, coordenadora do projeto, observa que a poeta norte-americana se tornou uma das mais importantes do século XX e que sua obra continua constamente sendo estudada.

"Recentemente, encontraram manuscritos do livro "Brasil", que ela renegou e mostra uma outra visão dela sobre o país. Então, Bishop continua sendo muito estudada, tanto pelo interessse na obra dela como escritora modernista, quanto pela relação com o Brasil", diz. (CAS)

Na América do Sul Argentina é o principal destino de turismo graças ao turismo gay





Com 5,3 milhões de turistas em 2010 a Argentina já é o principal destino turístico da América do Sul.

O país cresceu 78% em visitantes estrangeiros desde 2003.

Além do tango, das belezas naturais e do câmbio favorável, o turismo gay é um dos principais chamarizes da Argentina.



Fonte: Cena G

Banda israelense de ativista gay une militância e som dançante


A banda israelense “The Young Professionals” faz som contemporâneo edançante, e ganhou o reforço da participação de Uriel Yekutiel nos videoclipes.


Também denominados como TYP, o grupo tem como idealizadores Jonathan Goldstein e Ivri Líder, conhecido também por ser um importante ativista da causa gay em Israel.

Com sete discos lançados, eles começaram a ganhar espaços nas listas de reprodução do ocidente com sua formação dinâmica e super colaborativa. Eles vão conhecendo os artistas e produzindo canções com eles, na maior diversidade possível.






Fonte: Cena G

domingo, outubro 23, 2011

BH: A cidade pecado!

Praças, parques e estacionamentos servem de pontos de encontro de casais infiéis em BHReportagem flagrou encontros na capital que vão além da fidelidade
Jefferson da Fonseca Coutinho - Estado de Minas



Ah, a luxúria. 

A chama do tormento incendeia sombras em Belo Horizonte. Na Praça Rio Branco, Viaduto Santa Tereza, Praça da Estação, Mirante do Mangabeiras, Parque Municipal... Em duas tardes, a reportagem flagrou cenas do amor que vai além da vida a dois e promove encontros clandestinos na cidade. “É mais forte do que eu”, diz, em frente à Rodoviária, o quarentão bem vestido, vindo do Vale do Aço. T.L.G. voltou a se envolver há duas semanas com uma antiga namorada, também casada. 

Tem mais. Motéis da região metropolitana faturam alto sob o sol do meio-dia. Para o negócio, o horário dos amantes é o do almoço. Via satélite, os segredos e as vidas duplas se espalham em banda larga. Abarrotam sites de relacionamentos e áreas de bate-papo, além de motivar mensagens secretas que pululam em celulares e e-mails. Na calada, é a metrópole lúbrica, exposta às mais íntimas tentações da carne.

“Exclusivo para homens e mulheres que desejam conservar seu casamento, mas necessitam encontrar intimidade sexual em outro lugar” anuncia uma “rede de traição” com mais de um milhão de associados nos EUA e que ganha adeptos no Brasil. A cada 30 segundos, desde julho, um brasileiro casado se cadastra. O amor entre os infiéis bomba na grande rede. Assim como faz multiplicar a oferta de serviços de investigações conjugais em outras paradas. 

Wilson Teixeira, o WT, detetive particular, casado, tem histórias de ruborizar as paredes. Seus flagras incluem casos como o de um marido serelepe, fichado em seis traições com mulheres diferentes. Segundo ele, há 16 anos no ramo, mulheres traem mais durante o dia. “Na parte da manhã, quando dizem ir ao médico, e no início da tarde, depois de deixarem os filhos na escola”, diz. Ele revela outra parte de suas descobertas: “Os homens podem trair com qualquer pessoa. A mulher casada se envolve com um conhecido, um colega de trabalho ou ex-namorado, geralmente”. Wilson afirma que a maioria das histórias extraconjugais ocorrem nos motéis, mas revela uma estratégia bastante na moda em Belo Horizonte: o “abatedouro” compartilhado.

É simples: grupo camarada aluga apartamento em sistema de rodízio. Cita investigação recente, envolvendo quatro sujeitos casados que dividiam mensalmente R$ 2 mil para manter o imóvel. A desconfiança de uma das mulheres traídas bastou para a casa cair para o quarteto farrista. A W.T. Investigação tem colaboradores em BH, Brasília, Goiânia e São Paulo. O preço médio é de R$ 65 por hora. Dez dias de espreita custam R$ 4,5 mil. 


Nos motéis...


Há quase dez anos funcionária de rede tradicional de motéis, V.F.P.O. não estranha mais o movimento intenso a partir das 11h30. “Tem gente que tem esse vício, que quer o secreto, o perigo”, diz. Feliz com o segundo casamento, a profissional não julga, mas mantém suas convicções: “Quando temos ao lado uma pessoa que nos completa, não há espaço para outra”. Conta episódio de esposa grávida que, de táxi, seguiu o marido e a amante até o motel. Tentou e não conseguiu entrar. Com isso, ficou horas de plantão na rodovia até dar o flagrante. Casos comuns, aos montes, de homens e mulheres comprometidos em busca de aventuras do outro lado das cercas. V.F.P.O. sabe de vários outros, mas precisa voltar ao trabalho. É hora do rush.

Longe dali, na esquina da Rua Aarão Reis, a mocinha de piercing no umbigo masca chicletes. Um moço jovem, tímido, se aproxima. P.P., 21, desempregado, topa dar entrevista. “Foto? Não. Aí complica…” Por quê? “Fala pra ele”. A mocinha nada diz. P.P. entrega. “É que ela tá enrolando pra terminar com o namorado dela.”

sábado, outubro 22, 2011

Estudo aponta que 50% da mulheres têm fantasias lésbicas



Um estudo da Universidade de Boise, no Estado de Idaho, nos Estados Unidos mostrou que metade das mulheres costumam ter fantasias com o mesmo sexo.

Os pesquisadores estudaram 484 mulheres heterossexuais e também concluíram que60% das moças sentem-se atraídas por outras mulheres e 45% já beijaram outra mulher.

Mais um dado curioso da pesquisa é que a atração lésbica aumenta com a idade.

Para a psicóloga Elizabeth Morgan, uma das responsáveis pelo estudo, “as mulheres são encorajadas a serem emocionalmente próximas umas das outras. Isso oferece uma oportunidade de intimidade e os sentimentos românticos podem se desenvolver.”



Cena G

Sessão pipoca: Maurice



Quando selecionei o filme Maurice para assistir pela primeira vez, não fazia dele expectativa alguma, de nele encontrar uma boa temática, ou de fato, pudesse acreditar que ficaria impactado com o mesmo.

Pois é, doce ledo engano! Assim classifico agora minhas faltas de perspectivas com o que encontrei. O mais incrível foi como uma síntese  que, geralmente, atravessamos na sociedade, no roteiro, pode se enquadrar em duas situações distintas da minha vida.

O filme acontece na Inglaterra, do início da década de 1910, traz forte a experiência religiosa, e modus vivendi da “era vitoriana”. Óbvio que todo o conceito de “armário”, camuflagem, segredo, vida dupla, que vivenciamos nos dias atuais, são desse mesmo período importados, ou herdados, como uma herança maldita social.  E, ali, em meio a todo esse drama de se dizer, se aceitar, se assumir, ou continuar escondendo, mentindo, camuflando , vem, em último, o que nos coloca, a todos, contra a parede... Vale a pena escolher o status social e abrir mão da própria identidade, da própria vida? Ou é melhor viver aos olhos do grande público, encenando, representando o teatrinho cômico da vida social, enquanto que lá, entre quatro paredes, procurar, de alguma forma, ser feliz?  

Uma resposta difícil, mas que sempre acabamos por escolher entre uma e outra, portanto, na sessão pipoca de hoje, quero dividir com vocês a experiência de MAURICE ! Bom filme:


sábado, outubro 15, 2011

Corpos: verdade ou mentira?

A sex shop na movimentada avenida guarda segredos que apenas alguns clientes – todos homens – conhecem. Segredos que não estão nas prateleiras lotadas de pênis artificiais, calcinhas de diversos modelos, fantasias para apimentar os momentos a dois ou de DVDs disponíveis para locação ou venda.

É que, lá no fundo, cabines eróticas têm o duplo propósito de entreter o público com alguns minutos de cenas pornôs e – mais frequentemente – servir como pretexto para o sexo anônimo entre homens que moram ou trabalham perto do metrô, do ponto de ônibus, dos bares, empresas, edifícios, bancos e lojas da vizinhança.

Comparado a outros lugares semelhantes, até que o local não é de todo ruim, embora peque um pouco pela conservação e, às vezes, pela higiene, para o que o público flutuante, que nunca se esgota, também não contribui, ao jogar pedaços de papel higiênico usado e embalagens de camisinha pelo chão, que, não raro, fica melecado e exala o inconfundível cheiro de prazer há muito gozado e requer a limpeza com desinfetante barato.

Não era a primeira que eu o frequentava no horário de meu almoço. Uma hora de intervalo no meu expediente, uma refeição rápida de 30 minutos, e o restante, dedicado a outras delícias igualmente animais. O preço é baixo: por R$ 10, compram-se 5 fichas para assistir aos filmes em qualquer das cabines, cada uma valendo 7 minutos de sexo nas tevês trancafiadas, que se ativam quando o metal é engolido pelos vãos denteados. A sexta ficha é gratuita. Promoção da casa.

É exatamente a quantia que peço à atendente. Com avidez e rapidez, dirijo-me às cabines mais disputadas: 1, 2, 3 e 4. Entre elas, há glory holes – que mais poderiam ser apelidados de “body holes”, tão grandes eles são. Por eles, é possível ver tudo que um parceiro de cabines faz ao lado e até interagir com ele, se é que me entendem, com mãos, dedos, bocas e outros orifícios.

No entanto, essa exposição, às vezes, afasta parte do público. Essa outra parcela prefere as cabines de número 5 em diante. Solitárias, elas não têm aberturas, exceto minúsculos buracos que desconfio terem sido feitos por voyeurs, e costumeiramente são ocupadas por duas (até três!) pessoas ao mesmo tempo, embora o aviso diga claramente que apenas um cliente é permitido por cabine.
 
Muitos ficam no “paredão” em frente às entradas das cabines, à espera da presa. Aprendi que os ativos executam manobras com as mãos por cima ou por baixo do tecido da calça, para exibir os dotes e a potência. Os passivos metem as mãos nos bolsos e tão-somente aguardam, os olhos sequiosos para o que os ativos oferecem... No entanto, muitos são inexperientes e procuram ali corpos bem-formados, belezas exuberantes ou virilidade à flor da pele, deixando passar inúmeros candidatos. Que outro motivo teriam para permanecer tanto tempo no “paredão”? Não gosto dali. Mesmo quando não encontro carne disponível, pouco me demoro e prefiro entrar solitário em uma cabine a me encostar indefinidamente sem saber o que esperar.

Naquela tarde, as cabines de 1 a 4 estavam surpreendentemente vazias. Eu tinha pressa, e não fazia sentido aguardar que alguém me visse pelo “hole”. O paredão, no entanto, estava cheio. Vislumbro um negro, magro, de terno e gravata, logo na porta de acesso ao corredor, fazendo as tais manobras por cima da calça. Ativo. Não sei se eram para mim ou para qualquer um. Faço uma leve insinuação, mas concluo que ele está escolhendo demais.

Nas cabines, fora do paredão, apenas uma está ocupada. Um rapaz muito alto e magro, branco, de cabelos ondulados e fartos, um tanto despenteado, óculos de aro escuro e calça e camisa sociais está dentro da número 5, a porta escancarada, esperando que alguém entre com ele, como um convite sem palavras. O aspecto “nerd” do moço parece afastar alguns, que passam em frente sem lhe dar importância. Juro que pelo menos dois mais femininos parecem olhá-lo com certo desdém.

Eu não.

Algo me chama a atenção nos que são “desprezados” por uma maioria de bichas. Sempre penso que, na busca por corpos perfeitos e anabolizados, elas deixam passar diamantes brutos, que escondem gratas e deliciosas surpresas. Então, eu me aproximo da cabine 5. Espero um pouco ao lado. Na segunda passagem, ele faz a “manobra ativa” por cima da calça. Entro sem titubear e insiro uma ficha.

Grata e deliciosa surpresa...

Dentro da cabine, a sós, iluminados apenas pela luz da tevê, o nerd é todo bocas e dedos. Ele esfrega o corpo em mim, levanta minha camisa, me beija com uma língua longa e doce, o aparelho roçando de leve os meus lábios. Hábil, sabe o que fazer com as mãos grandes, que descem pelo meu peito e barriga e encontram minha bunda, que se abre para elas. Sua magreza não é um problema porque, em poucos segundos, ele me ocupa todos os espaços, e nossos corpos reagem com rígida ereção. Sorrimos um para o outro, sem nada dizer, até que ele me mostra o que quer. Indo para o outro canto da cabine, abre sua calça. Era enorme!

Grata e deliciosa surpresa...

O que eu tinha de pudores, se é que algum me restava, abandono, e minha língua encontra a mucosa agigantada e quente. Guloso, eu tento pôr tudo na boca e sou correspondido por gemidos grossos e abafados, enquanto uma barriga lisa, jovem e branca balança sôfrega e magra acima de meus olhos. Ouço sua voz pela primeira vez.

- Quer dar?

- Não sei se aguento.

Ao que parece, meu “não sei” é um “sim” na linguagem das cabines. Uma camisinha pula da mochila cor de terra e veste o monstro em segundos, enquanto sou virado de costas para ele. Fecho os olhos e me preparo para a dor, à medida que o monstro roça minha entrada mais guarnecida.

- Você não tem lubrificante, não é?

- Não.

Então, a surpresa. Exímio nas artes do amor, ele não é bruto de saída. Seu quadril remexe atrás de mim, ele me abraça e me beija o pescoço. A virilidade transparece quando puxa meus cabelos e morde de leve minha orelha, obrigando-me a beijá-lo novamente em seguida. A guarda baixa. Vou relaxando, e eis que, quando menos espero, acontece o que eu não acreditei ser possível. Aos poucos, o monstro se aloja dentro do meu corpo. Inteiro. Duro. Grosso. Quente. Pulsante.

Agora, sim, ao perceber que se deu a conquista e a invasão é fato, as estocadas começam. Frenéticas. Ininterruptas. Fortes. Eu quase levanto do chão, guiado pela altura do meu parceiro, e agora... Agora, sou eu que gemo. Sem controle. Enquanto ele me abraça o tronco, puxa mais meus cabelos e volta a me beijar para abafar meus quase-gritos.

Passam-se minutos nessa deliciosa tortura, quando ele faz um anúncio.

- Vou gozar.

- Goza.

Um gemido mais forte e grosso sai da boca do nerd. Juro sentir a inundação, apenas barrada pelo preservativo. Quando o monstro, cansado, sai de dentro de mim, percebo que é circundado por uma aura branca e farta. Ele o descarta.

- Qual seu nome? Pergunto.

- Fernando.

E, no momento em que mais uma ficha esgota seu tempo, saímos. Ambos sorrindo – e eu, feliz, por mais uma vez ter encontrado o diamante que as bichas deixaram passar.

Acaba o horário de almoço.


>>> Em vista do texto acima, pergunto: você considera verdade que muitos gays, na busca do corpo perfeito em um homem, deixam passar gratas oportunidades sexuais ou afetivas? E quanto aos héteros, o que ocorre?

Sessão pipoca: De repente Califórnia


Sexta-Feira, madrugada, amigos reunidos em minha casa, sim, é mais uma sessão pipoca com temática gay! Geralmente, eu assistiria qualquer filme com a galera, mas, eles pedem esse tema específico. Há uma curiosidade, uma vontade de se desvendar o comportamento gay. Será que é uma inserção normal? Há promiscuidade? Existem os mesmos tabus em relação à sociedade? Gay, que bicho é esse?

Lendo a crítica do filme percebi que pegaram pesado contra ele. Alegaram ausência de um roteiro promissor, produção de baixa renda, diretor inexperiente, enfim, essas coisas de críticos, mas, fiquei pensativo, necessariamente eu adorei! E penso que a crítica foi cruel, porque pela primeira vez o casal gay teve mais estrutura emocional e relacional do que o casal heterossexual.

Bem, ao final da sessão, eu estava curioso para ver a reação, exatamente pelo fato descrito acima: o casal gay é estruturado em relação aos héteros, que reproduz o imperativo macho dominante e fêmea submissa. Com os gays, no filme, há ausência desse tipo de leitura, embora não faltem os conflitos.  Bem, e para minha surpresa, quando acabou todos aplaudiram sem questionamentos e nem crises. Enfim, estamos evoluindo!

Galera, pipocas preparadas, vamos ao filme (clique em Close to play para o filme começar):




Adesivos do arco-íris serão fixados em postos policiais no País de Gales



Para mostrar que a polícia está comprometida em receber bem denúncias vindas de LGBT, a regional norte da polícia do País de Gales vai colocar adesivos da bandeira do arco-íris em postos da corporação.
A intenção é mostrar para homossexuais, bissexuais e transgêneros que eles são bem-vindos e que podem contar com a força policial na defesa de seus direitos.
A iniciativa tem participação da Associação de Policiais LGBT do Norte. Um dos objetivos é diminuir os casos de homofobia que não são denunciados por receio dos LGBT a respeito do tratamento que vão receber dos agentes de segurança.
Fonte: Parou Tudo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...