VEJA O QUE ROLA POR AQUI!

Nossos destaques:

VEJA O QUE ROLA POR AQUI! VEJA O QUE ROLA POR AQUI!

O amor cristão nos EUA expulsa jovens de casa por serem gays

Cacciati dai genitori migliaia di gay diventano homeless

O amor cristão nos EUA expulsa jovens de casa por serem gays O amor cristão nos EUA expulsa jovens de casa por serem gays

Ser um homem feminino

Salve, salve a alegria, A pureza e a fantasia […]

Ser um homem feminino Ser um homem feminino

DAR A BUNDA

Se dar a bunda... Já era!

Se dar a bunda...Já era! Se dar a bunda...Já era!

Ainda falando sobre promiscuidade

Ainda falando sobre promiscuidade Ainda falando sobre promiscuidade

A culpa é da promiscuidade: um erro conceitual

os gays são promíscuos e quem não ?

 A culpa é da promiscuidade: um erro conceitual
 A culpa é da promiscuidade: um erro conceitual

Carpe Anum // Carpe Culum

Carpe o quê?

Carpe Anum // Carpe Culum Carpe Anum // Carpe Culum

Sessão Pipoca: The Trip

FILME

Sessão Pipoca: The Trip Sessão Pipoca: The Trip

Justiça de BH autoriza casamento homossexual

Carlos Eduardo e Jorge irão formalizar união em abril próximo...

Justiça de BH autoriza casamento homossexual Justiça de BH autoriza casamento homossexual

A culpa é dos gays?

Site atribui responsabilidade aos gays por mulheres estarem solteiras em Campo Grande...

A culpa é dos gays? A culpa é dos gays?

Querem desprestigiar os gays!

O Vaticano lançou uma crítica sobre a matéria publicada nos meios de comunicação...

Querem desprestigiar os gays! Querem desprestigiar os gays!

Uma defesa para Silas Malafáia.

mas não há outra coisa a se fazer aqui, nesse momento, depois de ler em alguns blogs evangélicos

Uma defesa para Silas Malafáia. Uma defesa para Silas Malafáia.

Sessão Pipoca: Mambo Italiano

FILME

Sessão Pipoca: Mambo Italiano Sessão Pipoca: Mambo Italiano

Banho Turco/ Hamam -- Il Bagno Turco- Sessão Pipoca

Esse filme eu descobri por conta do meu professor de italiano, que constantemente...

Banho Turco/ Hamam -- Il Bagno Turco- Sessão Pipoca Banho Turco/ Hamam -- Il Bagno Turco- Sessão Pipoca

Deus ama ao que dá com alegria (II Co 9,7)

sexta-feira, fevereiro 27, 2009

Nova parceria

É com muita satisfação com que venho anunciar nossa nova parceria com o blog Pé de Macho.

O espaço, administrado pelo Lipe, traz fotos de belos modelos, reportagens e informações sobre o universo gay.

O blog é muito bem estruturado, e um atrativo opcional para o entretenimento sexual, essencial a todos nós. Assim, trabalha a nudez masculina de forma muito sensual e sedutora.

Uma coisa que me chamou a atenção foi o destaque para os pés dos modelos, não é sem razão que o espaço se intitula Pé de Macho, e, realmente, é um atrativo a mais, principalmente, para os tarados por pés masculinos... Vale conferir!

Há apenas uma restrição, como o blog tem o conteúdo voltado para o nu, os seus freqüentadores devem ser maiores de 18 anos.

Meus agradecimentos ao Lipe, por ter fechado essa parceria com o Gospel LGBT,Sucesso para você!

segunda-feira, fevereiro 23, 2009

Dublador e pastor evangélico se recusa "dar a voz" a personagem gay

Marco Ribeiro, o dublador de Sean Penn no Brasil, se recusou a fazer a voz do ator no filme "Milk- A Voz da Igualdade", informa nesta segunda-feira Silas Martí, da Folha de S.Paulo

No filme, que rendeu o segundo Oscar na carreira de Penn, o ator interpreta Harvey Milk (1930-1978), ativista gay e primeiro homossexual a ser eleito para um cargo político nos EUA.

"Não me sentia à vontade para fazer o filme", afirmou Ribeiro, 38, que é também pastor evangélico, à Folha. "Não tive vontade porque tenho a voz envolvida com outras questões, assim como não faço determinados comerciais."

"Não é que [Ribeiro] tenha algo contra homossexuais, é que as pessoas ao seu redor confundem sua profissão de ator com o lado religioso", afirmou Marlene Costa, 55, diretora de dublagem de "Milk", que substituiu Ribeiro pelo ator Alexandre Moreno.



Não é preconceito, mas nem a voz se quer compartilhar, mas não entenda como preconceito, é apenas convicção ideológica, daquelas que os gays não podem ter direitos, ou que os negros deveriam morrer, ou serem escravizados pelos brancos novamente, ou ainda, que os judeus merecem ser apátridas, ou espalhados por campos de concentração por toda a face da terra.

Não é preconceito, mas emprestaria- se a voz para qualquer outro papel como já aconteceu, inclusive, papeis de violência contra os próprios gays. Mas não é preconceito, de forma alguma, apenas convicções próprias de um cidadão que tem seu direito de expressar, mesmo que essa expressão violente a expressão de outros declaradamente.

Não é preconceito, mas, talvez, seja cinismo ou hipocrisia, e o irônico: partiu de um PASTOR EVANGÉLICO! Mas preconceito não é, ou me recuso a acreditar, como, na gratuidade, acredito no COELINHO DA PÁSCOA e no PAPAI NOEL também.

Infelizmente temos que conviver na Idade Média pelo fato das idéias, para alguns, serem inalcançadas pela falta da capacidade de se letrar naquilo que é complexo, e exigir um mínimo de inteligência aceitável, mas que nem todos possuem. Por isso muitas vazes o preconceito vem travestido de protesto, recusa, ou ataque... Tudo para camuflar aquilo que ele realmente é: BURRICE!

sábado, fevereiro 21, 2009

Nem tudo é permitido: regras para comentários


Caros leitores,


Gostaria de me manifestar sobre algumas questões relativas às postagens de comentários neste blog, ou em qualquer outro espaço virtual. Faço isso devido ao fato de, somente nesta madrugada, ter recebido 05 comentários de conteúdos impeditivos para a publicação.


Muitas pessoas pensam que a condição de estar online retira delas a responsabilidade de suas ações, ou que, confortavelmente, encontram-se num estado de anonimato perene Contudo, as coisas não são bem assim. Tanto a responsabilidade civil quanto a criminal são estendidas ao alcance virtual, fazendo, desta feita, que os fatos, opiniões, declarações e posicionamentos sejam passíveis de controle pela própria lei.


Assim, responsabilizam- se tanto o autor do comentário, quanto aquele que publica o comentário. Mesmo sendo algo anônimo, a quebra do sigilo de informações pode ser requerida, judicialmente, pelo ofendido, gerando a retirada de conteúdo da internet e, o autor, quanto àquele que publica, podem ser processados por danos morais, ou, até mesmo, criminalmente dependendo do conteúdo.


Na verdade, isso ocorre, pois nos blogs existe a possibilidade de moderar o conteúdo dos comentários, então, tal comentário, ou seja, o conteúdo, está legalmente sob responsabilidade de quem a ele dá publicidade, nesse caso, quem escreveu, e quem podia publicar, não publicar ou alterar mensagem ofensiva.


Outro aspecto é em relação ao anonimato, que é vedado pela Constituição da República, no seu artigo 5º, IV. Assim, em princípio, o anonimato pode ser considerado má-fé do autor, associado ao conteúdo duvidoso, uma prova contra a intenção da própria pessoa, configurando o animus laedendi (intenção de lesar, prejudicar, ferir).


Assim sendo, não pude publicar os comentários que falavam da Xuxa e dos Pais de Santo, ou aqueles que ofendiam a integridade dos homossexuais pelas suas práticas, nem tão pouco os que invocaram conteúdo injurioso à pessoa do administrador deste espaço.


Bom senso galera, vocês podem até discordar, mas ofender lesando a moral é crime!

sexta-feira, fevereiro 20, 2009

James Franco: um ator belo e consciente

Sempre tive opiniões fortes, muitas delas originadas pelos fortes traumas de convivência com determinados grupos societários, entretanto, hoje, ao ler uma reportagem na Folha de São Paulo, consegui transcender meu preconceito e admirar a postura humana que busca o ser-no-mundo, de um jovem ator sensual, mas que se revelou ser muito mais do que um rostinho bonito e um corpinho gostoso usado pela maquina de manipulação visual chamada Hollywood.

Trata-se de James Franco que, ao falar sobre a experiência de ter beijado Sean Penn, em cena do filme "Milk - A Voz da Igualdade", revelou todo seu despojamento, uma postura consciente e de respeito por si mesmo, pelos outros, e por sua profissão sem se desconfigurar ou ter que afirmar qualquer coisa para alguém, tentando se achar. Simplesmente Franco foi sublime ao manifestar sua posição de forma respeitosa a quem quer que seja, compreendendo- se nisso.


De fato, tal postura me afasta da nobreza romana, do Império Romano, e de suas afirmações, outrora, tão compartilhadas por mim com toda a ênfase que as mesmas traziam e o seu desconforto gerado. E me aproximam da admiração que passo a nutrir pelo jovem ator e seu jeito de ser, quebrando assim uma parte desta minha irreconciliável postura.

Segue a reportagem da Folha Online:

"Para falar a verdade, foi bem fácil", afirma o ator James Franco, sobre a experiência de beijar Sean Penn em cena do filme "Milk - A Voz da Igualdade". Franco vive Scott Smith, companheiro de Harvey Milk (Penn) durante o início de sua trajetória política.

Penn " é o ator favorito de todos os atores", diz Franco. Para viver o amante de Harvey Milk no longa de Gus Van Sant, ele partiu da admiração que sente por Penn e, "por esse estranho processo que é atuar", conseguiu "transformar esse sentimento num tipo de amor íntimo, como se dissesse: 'Sim, eu amo essa pessoa'", conta.

Jovem astro da galáxia de Hollywood, comumente associado a papéis viris, Franco, 30, diz não se importar com uma eventual reação negativa de parcela do público ao fato de ele interpretar um gay.

"Acredito tão fortemente neste filme e nos temas de que ele trata que, se o fato de eu haver interpretado um gay produzir algum efeito adverso na minha carreira, tudo bem, até porque, se algo assim acontecesse, teria a ver unicamente com preconceito da parte do público", afirma.

terça-feira, fevereiro 17, 2009

PASTORA BRASILEIRA É PRESA POR ABUSO SEXUAL


Uma pastora brasileira está em prisão domiciliar na cidade de Milford, a 60 km de Boston, nos Estados Unidos, sob a acusação de abuso sexual presumido a uma garota que frequentava a congregação liderada por ela. Segundo a polícia, Ana Almeida, 31, manteve relações sexuais com a garota por dois anos, desde que a vítima tinha 14 anos. A brasileira nega, conforme informações dos jornais "Boston Globe", "Boston Herald" e "The Milford Daily News".

Almeida, que lidera a igreja Plenitude de Deus, frequentada principalmente por imigrantes brasileiros, disse ser inocente perante um tribunal, na quinta-feira (12), quando ouviu uma acusação de estupro e quatro de comportamento sexual impróprio e investida sexual contra uma adolescente de 14 anos.

Segundo relatos dos jornais americanos, a vitima contou à polícia na quarta-feira que Almeida começou a molestá-la na primavera de 2006. A vítima contou à polícia que 11 ataques teriam acontecido ao longo de 2008.

De acordo como o "Boston Globe", ela foi liberada após pagar uma fiança de US$ 500 (R$ 1.134), mas está impedida de sair de casa até que receba um localizador GPS para ser monitorada pelas autoridades. Quando isso acontecer, novas restrições serão impostas à sua movimentação.

O "Boston Herald" entrou em contato com a brasileira, que negou as acusações. Ela não deu mais detalhes, alegando que seu inglês "não é tão bom", segundo o jornal. A região de Boston é um tradicional reduto de imigrantes brasileiros, a maioria em situação irregular.

segunda-feira, fevereiro 16, 2009

Descoberta da sexualidade?

Na verdade, eu sempre soube que era homossexual. Não acho que seja uma questão de descoberta, você simplesmente sente. Há quem diga que isso não tem nada a ver, mas quando eu era criança, odiava usar vestido, só queria saber de jogar bola, andar de bicicleta e empinar pipa. Sempre tive muitos amigos homens e achava muito mais legal o que era de menino. Gostava de usar boné e colocar meião para jogar futebol.

Hoje eu sou bem menininha, adoro usar vestido e todas essas coisas, mas, na infância, eu odiava. Acho que já era um sinal! Eu nunca olhei para o lado e falei: “Hoje eu gosto de meninas”. São coisas que acontecem! No fundo, eu sentia que tinha uma relação com algumas amigas que não era apenas de amizade; mas, demorou um pouco para eu perceber.

Meninas

A partir do momento em que comecei a compreender meus sentimentos, comecei a aceitar. Nunca neguei, nem tive muitas crises, acho tudo isso uma perda de tempo; porém, eu notava que tinha um sentimento a mais, só não sabia que era além do fraternal.

Agora eu consigo entender que fui apaixonada por mulheres que conheci tempos atrás, mas nunca aconteceu nada, porque encarava apenas como uma amizade muito forte. Não eram amigas, porque eu separo muito bem o que é amiga do que é “mulher”. Acredito que fui correspondida muitas vezes, mas como não dava abertura, elas também não tomavam uma atitude.

Namorei dois caras. Meu primeiro namoro durou quase um ano e o segundo, dois. Depois de um tempo, eu percebi que os tratava como amigos. Não tinha uma paixão, um coração batendo mais forte, nada disso!

Existem muitas semelhanças e diferenças entre namorar pessoas do sexo masculino e do feminino. Mulher é legal porque o carinho, a atenção, os cuidados são maiores e existe todo aquele instinto maternal de dar bronca, de não deixar tomar chuva, nem andar descalça. O bom é que ainda dá para dividir o armário; mas, por outro lado, há cobranças e ciúmes da mesma forma.

Mas, calma! Eu não tenho uma visão terrível dos homens, não! Tenho certeza de que há muitos por aí superfofos e cuidadosos. Sorte das meninas que acharem o seu! São raros, mas existem, como meu ex-namorado.

Descoberta do amor

Abri os olhos para minha homossexualidade na época do meu primeiro namorado. Tínhamos um grupinho bem grande de amigos e, entre eles, estava uma menina chamada Marina*. Ela era mais velha, reservada, misteriosa e muito inteligente! Quando já estava com o meu segundo e último namorado, descobri que ela era muito próxima de uma amiga minha. Perfeito! Começamos a sair todos os fins de semana.

Quando chegou o carnaval, a galera estava organizando uma viagem e ela ligou para convidar o meu ex e eu. Resultado: ficamos três horas ao telefone! Ela passou a me telefonar todos os dias, até que eu percebi que eu não esperava meu namorado ligar. Quando ele ligava, era como se fosse um amigo perguntando se estava tudo bem e, quando ela ligava, o coração disparava, a cabeça rodava e ficávamos horas batendo papo.

Eu estava apaixonada! Não comia, não dormia, não estudava só pensando nela. Depois de muitos obstáculos, ficamos juntas por três meses, mas não deu certo. Envolvia muita gente e muitas coisas, ela estava numa fase muito complicada e tinha acabado de terminar um namoro de três anos com uma menina que ainda gostava dela.

Família

Meus pais já desconfiavam de Marina*, mas quando comecei a namorar Juliana*, minha mãe me perguntou: “Essa menina não é só sua amiga, certo?” Eu respondi que não. Mãe sente e, além disso, era nítido. Eu vivia suspirando, mas como não era um cara que me ligava todos os dias e sim uma menina, ficou óbvio!

Na hora, minha mãe engoliu em seco; depois, ela começou a se posicionar contra e começou o inferno. Acho que ela não se conforma com o fato de eu ter namorado dois meninos e agora estar com uma menina. Para ela é uma questão de escolha, mas não é!

Se fosse uma escolha, é claro que eu escolheria o lado mais fácil, ninguém opta pelo mais difícil. Não é fácil sofrer preconceito, não poder casar, nem adotar um filho que leve o nome do casal.

Minha mãe começou a me ameaçar dizendo que iria contar para o meu pai. Antes tivesse contado! Nós estávamos discutindo quando meu pai chegou à nossa casa e ouviu tudo. A reação dele foi muito melhor do que eu imaginava, mas minha mãe conseguiu fazer a cabeça dele.

Nesse meio tempo, comecei a namorar Bruna*. Sempre saía com ela e fazia questão de dizer a verdade, até que um dia meu pai me expulsou de casa e eu tive que sair com RG e passagem de ônibus no bolso. Voltei três dias depois para buscar minhas roupas e tudo o que ouvi foi “Demorou para vir buscar suas coisas!”

Se minha mãe não tivesse feito tanta pressão, acho que meu pai não teria feito o que fez; mas, como eles entraram em comum acordo, aconteceu tudo isso. Hoje, moro com uma das minhas melhores amigas, consegui um emprego muito bom e estou sobrevivendo.

Agora a situação está mais tranquila. Conseguimos conversar sem agressão. Falamos sobre tudo, menos sobre minha vida. Apesar de tudo, eles são minha família! Entendo que eles fizeram isso porque querem o meu bem. Claro que é o meu bem na visão deles, mas quem ama faz loucuras, então procuro não julgar nem guardar mágoas.

Eles não mudaram de opinião, mas agora me respeitam. Foi um acordo velado. É complicado alguém querer que eu mude, principalmente quando sei que não faço nada de errado. Eu não roubo, não mato, não uso drogas, eu só gosto de alguém do mesmo sexo que o meu.

Não tenho dó, nem ódio dos meus pais. Acho que, no fundo, eles se arrependeram do que fizeram e já me pediram para voltar para casa. É claro que a minha resposta foi não.

*Os nomes dos personagens foram trocados por questões de privacidade

Fonte: IG Jovem

sábado, fevereiro 14, 2009

Vereadora Leo Krett pede para que lei anti-homofobia de Salvador seja regulamentada

Depois do bafo no Shopping Iguatemi de Salvador, ficou mais do que providencial a decisão da vereadora da cidade (BA) Leo Krett (PT) de colocar para andar a Lei nº 5275/97, que criminaliza a homofobia no município. No último dia 4, a parlamentar entrou com um pedido para dar início à regulamentação da lei, sancionada em 2007 e não colocada em prática pelo Poder Executivo até agora. Cabe agora aos poderes Legislativo e Executivo de Salvador aprovar a regulamentação.

A regulamentação de uma lei é feita porque a execução de algumas delas fica a cargo de esferas inferiores que nem sempre fazem isso. Por isso, muitas vezes a função de regulamentar a lei acaba nas mãos do Executivo. Regulamentar nesse caso significa determinar os detalhes de como a lei aprovada pelo Poder Legislativo será aplicada. É bom lembrar que isso não subentende uma modificação, já que a regulamentação não pode inovar a lei a qual pretende regulamentar, ou seja, não pode criar algo que não esta no texto aprovado.

Em 1990, a cidade de Salvador saiu na frente quanto ao combate à Homofobia, quando se tornou a primeira cidade da América Latina a proibir a discriminação por orientação sexual com uma Lei Orgânica. Logo após esta iniciativa pioneira, resultado da luta de organizações do movimento LGBT no Estado, mais de 72 cidades seguiram o modelo.

A vereadora chama atenção ainda para o fato de que na Bahia existem cerca de 300 mil homossexuais que estão diariamente vulneráveis a ataques que vão desde a mera expressão verbal até a agressão física violenta. Ela lembra que de acordo com o relatório anual do Grupo Gay da Bahia (GGB), divulgado em abril de 2008, a Bahia aparece como o Estado mais violento para homossexuais e travestis, com aproximadamente 15% dos assassinatos ocorridos em 2007.

Fonte: Mix Brasil


Categorias do Technorati , , , ,

quinta-feira, fevereiro 12, 2009

Uma atitude pobre e lamentável

Grupo de flamenguistas quer formar torcida com travestis especialmente para Ronaldo Fenômeno

Um grupo de torcedores do Flamengo planeja reunir um grupo de travestis para formar uma torcida especialmente para o jogador Ronaldo Nazário, o Fenômeno, na próxima vez que o atleta entrar nos gramados cariocas jogando pelo Corinthians. O intuito é ironizar o episódio ocorrido em 2008 e amplamente divulgado pela mídia, quando Ronaldo se envolveu numa confusão com três travestis no Rio de Janeiro. Além disso, os organizadores da torcida "especial" querem demonstrar a indiganção de parte dos flamenguistas, que não se conformam com a ida de Ronaldo para a equipe paulista.

De acordo com o jornal "Extra", a ideia da brincadeira partiu de José Carlos Pereira, mais conhecido como Peruano, integrante da torcida Urubu Guerreiro. "Era uma operação secreta, para chocar e pegar o cara de surpresa. Mas, já que vazou, não temos como negar. Estamos, sim, planejando contratar uns cinquenta travestis, misturá-los com algumas mulheres, que ele não vai saber mesmo a diferença, e formar um torcida organizada só para ele. O cara merece, né?", ironiza Peruano.

E a provocação não vai ser barata. Segundo Peruano, o custo com contratação das travestis e de seguranças encarregados de evitar qualquer confusão deve girar em torno de R$ 10 mil.

Os organizadores fazem mistério sobre quando a torcida montada especialmente para Ronaldo entraria em campo. Pode ser em 17 de maio, primeiro jogo do Corinthians no Rio, contra o Botafogo, ou só em 9 de agosto, quando o time do Fenômeno encara o Flamengo. Ainda de acordo com Peruano, o grupo pode ir além e tentar encontrar com Ronaldo no aeroporto ou no hotel onde o time ficará hospedado.

Fonte: Mix Brasil

Igreja Católica em Portugal

Depois do Partido Socialista (PS) ter dito que colocará em pauta o casamento gay no Congresso, uma série de discussões começaram a acontecer em Portugal.

Na noite da última terça-feira (10/02), líderes religiosos se reuniram na Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) e afirmaram que a proposta do PS "é uma falácia" .

"A Igreja respeita, acolhe e condena toda a discriminação que se faça a esse respeito, mas essa vontade de integração e de não discriminação não dá direito a tudo", reforçou o padre e porta- voz da CEP, Manuel Morujão.

Ao final do encontro, os religiosos destacaram que "A Igreja e a Constituição (de Portugal) defendem o casamento único e insubstituível".

Fonte: A capa

União Europeia: asilo por orientação sexual é legítimo

A Comissão Europeia afirmou que a perseguição motivada por orientação sexual é um legítimo fato para se justificar um pedido de asilo. A questão foi levantada após um iraniano gay (nome não divulgado) ter o seu pedido rejeitado em Chipre.

Durante o encontro dos países, foi declarado também que existe "uma obrigação dos Estados Membros (União Européia) a conceder asilo às pessoas que, por conta de seu orientação sexual/etnia/religião, corram risco de vida em seu país".

Foi relatado também o caso de Medhi Kazemi e Bagherian, ambos gays e naturais do Irã - onde a homossexualidade é condenada com o enforcamento. Os membros da comissão disseram que eles só conseguiram asilo após inúmeras organizações se mobilizarem em prol dos envolvidos. Caso contrário, ainda estariam no Irã. Medhi conseguiu asilo no Chipre e Bagherian conseguiu residência no Reino Unido.

Fonte A capa

terça-feira, fevereiro 10, 2009

A biblioteca LGBT de Barcelona

Barcelona contará em 2010 com uma biblioteca pública especializada em questões relacionadas com o Coletivo Lésbico, Gay, Bissexual e Transexual (LGBT), tal como explicou vereador de Direitos Civis da Câmara Municipal de Barcelona, Joaquim Mestre.

"Esta é uma antiga demanda das associações LGBT e município, e também uma necessidade social", afirmou Mestre, que realçou a criação desta biblioteca como uma das iniciativas que sejam suscetíveis de empurrar para o Plano Municipal o LGBT 2010-2014.

Embora ainda não saibamos onde a biblioteca estará localizada, o oficial disse que será uma realidade até 2010 ", por que não começar do zero, como nas bibliotecas da cidade? É um documentário que deve ser importante para reunir, sobre temas LGBT-related grupo".

Barcelona será a primeira cidade europeia a desenvolver, em uma forma participativa, um plano municipal para garantir a cidadania dos homossexuais e transexuais que vivem ou visitam a cidade, que o vereador apresentou à conferência de imprensa, e está prevista para terminar em junho de 2010.

"Embora felizmente - Mestre disse, este país está muito avançado em reconhecer os direitos, e posso dizer que Barcelona está na vanguarda, a discriminação é, sem dúvida, em todos os domínios da vida cívica".

Entre as medidas a adotar o plano também enfatiza que estão no campo da educação, como a luta para erradicar preconceitos e atitudes, nesses casos, muitas vezes, configuram Bullinger entre adolescentes, e pode cair na domínio da memória histórica, de sensibilização para a repressão sofrida por essas pessoas e fortalecer os direitos reconhecidos. "

A indústria LGTB é cada vez maior e mais importante, disse o Mestre, que explicou que Barcelona tem mais de 70 empresas com mais de 600 trabalhadores, principalmente ligadas ao grupo, e que, apesar da dificuldades da crise é um fenômeno em crescimento.

As estimativas municipais lésbicas, gays, bissexuais e transexuais que vivem na capital catalã seria de cerca de 100.000, o que deve ser adicionado a cada semana milhares que visitam Barcelona.

Fonte: Universo Gay

sábado, fevereiro 07, 2009

Caminhos tortuosos: posicionamentos intrigantes do Vaticano

Conforme noticiou o site espanhol Universo Gay, O vaticano ordenou ao episcopado um padre que acredita ser o furacão Katrina uma resposta (castigo) de Deus para homossexualidade da raça humana. Antes de comentar gostaria de compartilhar a notícia na íntegra:

Um padre que acha que o furacão Katrina foi um "castigo divino" para Nova Orleans por a cidade ser tolerante aos gays e lésbicas, acaba de ser ordenado bispo pelo Papa.

Gerhard Wagner, que também acredita que os livros Harry Potter são trabalhos satânicos, foi ordenado bispo auxiliar de Linz, Áustria por Bento XVI.

Sua interpretação da ação do furacão Katrina, que devastou Nova Orleans em 2005, como um castigo divino pela homossexualidade, foi partilhado por todos os homofóbicos de denominações religiosas e políticas.

O reverendo Fred Phelps da Igreja Batista de Wesboro bem conhecido por assistir funerais de pessoas gays portando cartazes com os dizeres: "Deus Odeia maricas", também acredita que o Katrina foi um castigo por causa da homossexualidade.

Maurice Mills, um vereador da Democrático Unionista de Ballymena, em abril de 2006 declarou: "A mídia não divulgou relatório que o furacão ocorreu dois dias antes do evento anual homossexual chamado de Southern Decadence Festival (Festival da decadência do sul) que no ano passado havia atraído 125.000 visitantes. "

Para ter certeza, este é um aviso para as nações onde tais crimes é cada vez mais incentivada e praticada. Esta abominável e imunda prática de sodomia, resultou no continente Africano a desencadeada Aids, com custos elevados para todas as nações e crianças inocentes ".

Em dezembro, o Papa afirmou que a existência de pessoas homossexuais é mais perigosa para a humanidade do que a destruição da floresta tropical. Bento XVI também atacou as pessoas transexuais e afirmou que estas práticas de "obscuros" gêneros podem levar à extinção da raça humana.

De fato, Deus deve realmente se importar, a tal ponto, com a homossexualidade para mandar um furacão destruir toda uma cidade- tal como fez em Sodoma. Entretanto uma coisa me atinge nesta história toda: Seria Deus mais preocupado com a homossexualidade ,do que com aqueles que passam fome pela ganância de muitos, que roubam de seus semelhantes, e os escravizam, às vezes com salários de fome em nome da prosperidade e do lucro fácil?

Será que Deus se preocupa com a homossexualidade (que não fere ao próximo, que não rouba e nem agride a integridade de ninguém), mais do que a guerra, promovida pelos EUA, pelo BUSH, que destruiu famílias e matou milhares de inocentes no Iraque e Afeganistão, em nome de armas ideológicas que nunca existiram?

Será que Deus se preocupa mais com a homossexualidade do que com a miséria na África, enquanto o Senhor Bento XVI (que "fala" em nome de Deus)viaja ao mundo, encostando sua cabeça em almofadas que custaram, apenas uma, o valor de 1.500 dólares, comendo bem e tomando vinhos de 700 dólares a garrafa?

Intrigante, mas o povo não anda lendo as Escrituras, só as leem quando os textos servem para atacar os gays mas aqueles textos que dizem: TIVE FOME E NÃO ME DESTE DE COMER, SEDE E NÃO ME DESTE DE BEBER, NU E NÃO ME VESTISTE, PRESO E NÃO FOSTE VISITAR-ME, mestre e quando sucedeu a ti tudo isso? QUANDO A UM DOS MEUS PEQUENINOS NÃO O FIZESTE, A MIM DEIXASTE DE FAZER! (Mt. 25,41).

Ou ainda, aquele texto que diz MISERICÓRDIA QUERO E NÃO HOLOCAUSTO!

Bem, enfim, no passado a Igreja Católica já mostrou sua força pelo sangue, gostam tanto de sangue que celebram o SANGUE E O CORPO DE JESUS CRUCIFICADO, e como não poderiam deixar de fazer- querem derramar mais! Agora dos gays.

Boas Notícias

Prefeitura de Joinville institui Dia de Combate à Homofobia


A prefeitura de Joinville instituiu o Dia de Combate à Homofobia a ser realizado no dia 28 de junho.

A lei sancionada pelo prefeito Carlito Merss (PT) foi publicada oficialmente no dia 19 de janeiro de 2009.
Ativistas gays aplaudiram mais essa vitória do movimento.
O Dia de Combate à Homofobia é marcado por atos em prol da conscientização do poder público e da sociedade civil dos crimes contra gays cometidos no Brasil.


Fonte: GAY 1


MT: OAB cria Comissão da Diversidade Sexual

A seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB/MT) acaba de criar a Comissão da Diversidade Sexual, a primeira do País no âmbito da OAB. O principal objetivo é combater o preconceito e a discriminação contra gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais no campo jurídico.

A ideia partiu da presidenta da Comissão dos Direitos da Mulher da OAB, Ana Lúcia Ricarte, e foi aprovada pelo Conselho Seccional da Ordem na sexta-feira passada, 30. Ana Lúcia argumentou para a criação da comissão que o Brasil é um dos países onde mais se mata LGBTs.

Fonte: MIX BRASIL

quinta-feira, fevereiro 05, 2009

Grupo cristão conservador dos EUA lança linha de camisetas para ex-gays e ex-masturbadores

O grupo norte-americano conservador Movimento Paixão por Cristo lançou uma linha de camisetas que tem tudo para gerar debates entre a comunidade LGBT. Uma das peças traz estampado o adjetivo ex-homossexual e parece que a ideia é fazer com que os que supostamente abandonaram a homossexualidade se reconheçam facilmente nas ruas.

Em seu site, a organização diz que sua missão anti-gays é a mais ousada e a mais necessária de todas. "Uma de nossas participantes é ex-lésbica que se deixou guiar por Deus para falar àqueles que ainda vivem na escravidão deste tipo de estilo de vida".

Além das camisetas "ex-homossexual", o Movimento Paixão por Cristo vende também peças de roupa com os dizeres "ex-masturbador" e "ex-garoto de programa", entre outras. As camisetas são disponibilizadas no site do grupo ao preço de 10 dólares.

Fonte: MIX BRASIL

Placas de gesso caem de Igreja Universal no interior de SP


Acidente foi em Campinas e havia 200 fiéis no culto, mas não houve feridos.
Até as 10h15, Igreja Universal não havia se pronunciado sobre o caso.

Placas de gesso do teto do templo da Igreja Universal do Reino de Deus, no centro de Campinas, a 97 km de São Paulo, desabaram no início da noite de quarta-feira (4). De acordo com informações da Defesa Civil, cerca de 200 pessoas participavam do encerramento de um culto no momento do acidente. Por volta das 19h40, o Corpo de Bombeiros recebeu um chamado de socorro e encaminhou duas equipes ao local, mas nenhum fiel ficou ferido.

Um engenheiro da Prefeitura de Campinas visitou o templo logo após o desabamento. As áreas onde as placas caíram - as duas laterais da igreja - já estavam interditadas pela brigada de incêndio da própria Universal.

O profissional do Departamento de Controle do Uso de Imóveis (Contru) reforçou a necessidade de isolamento do local, após vistoria, e emitiu um auto de interdição do templo, que comporta 4 mil fiéis e tem 17.884 metros quadrados. O acidente ocorreu há menos de um mês do desabamento do teto da Igreja Renascer, na Zona Sul de São Paulo, que deixou nove mortos e mais de cem feridos.

O G1 procurou a assessoria de imprensa da Igreja Universal na manhã desta quinta (5), mas a reportagem foi informada de que nenhum representante ainda falaria sobre o assunto.

Fonte: Globo.com

terça-feira, fevereiro 03, 2009

Justiça nega pedido do MP para proibir cultos em 108 igrejas da Renascer

SÃO PAULO - O juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública Marcus Vinicius Kiyoshi Onodera negou nesta segunda-feira o pedido de reconsideração do Ministério Público para impedir a realização de cultos em 108 templos da Igreja Renascer na capital que estariam sem alvará de funcionamento.

A promotora Mabel Tucunduva também havia pedido que fosse vetado à igreja realizar cultos em outros locais que não tenham permissão. Na sexta-feira, a Justiça já havia indeferido o mesmo pedido feito pela promotora através de ação civil pública. O Ministério Público informou que vai recorrer da decisão.


Na primeira negativa, o juiz considerou que o MP não informou quais templos não apresentam condições legais para realizarem cultos. A promotora de Habitação e Urbanismo Mabel Tucunduva pediu reconsideração da negativa que a Prefeitura já havia informado ao MP que todos os templos da Renascer na capital estão em situação irregular por não possuírem licença ou alvará de funcionamento.


Nesta segunda-feira, o juiz argumentou que o "MP não pode descrever quais são as irregularidades que eles apresentam. Assim, aduz que o ônus de demonstrar a regularidade da situação dos templos é da ré. Tenho que o pedido é genérico", afirma em sua decisão.


Segundo o juiz, há a necessidade de especificar quais templos estão em situação irregular.


Fonte: O GLOBO

Itália: 40% das pessoas apoiam casamento gay

Uma pesquisa revela que 6 em cada 10 estão a favor de alguma forma de reconhecimento legal aos casais homossexuais.

Para 52%, o amor homossexual é igual ao amor heterossexual .

Quase 6 em cada 10 italianos (58,9%) foram a favor de alguma forma de reconhecimento legal de uniões homossexuais, enquanto apenas 40% pensam que o casamento gay deveria ser legalizado, de acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto privado Eurispes.

O estudo feito com base em 1118 entrevistas, realizadas entre 29 dezembro de 2008 a 12 janeiro deste ano, que especificam ainda que seis de cada dez pessoas desconfiam da Igreja Católica.

52,5% dos entrevistados equipararam o amor homossexual ao heterossexual, enquanto 10 % consideraram como um tipo de relação imoral.

O relatório, do instituto de investigação privada, mostrou que apenas 38,8% dos italianos têm confiança na Igreja Católica e em instituições religiosas. E a maioria destes têm mais de 65 anos (51,7%) e / ou residentes no Sul (60,7%).

Fonte: Universo Gay

segunda-feira, fevereiro 02, 2009

Direitos civis gays não devem entrar na pauta de José Sarney, novo presidente do Senado

O começo de fevereiro promete diversas mudanças na política brasileira, tanto no Senado quanto na Câmara. A primeira mudança de presidência ocorreu nesta segunda, 2, quando o peemedebista José Sarney (foto) foi eleito com 49 votos para presidir o Senado.

Para a comunidade gay, a transição não deve trazer mudanças significativas no que se refere a direitos civis. De acordo com o jornal "Folha de São Paulo", Sarney faz parte da ala que não julga importante uma lei que garanta à pessoas do mesmo sexo o direito de casarem-se. Para o político, os LGBTs já contam com leis que garantem "o direito do companheiro", assim como a adoção de crianças.


A "Folha de São Paulo" aborda ainda a maneira como direitos das minorias sexuais são vistas por aqueles que estão na corrida à presidência da Câmara. Com perspectivas parecidas, alguns candidatos procuram não se comprometer com os temas relativos aos homossexuais. O deputado Ciro Nogueira (PP-PI), por exemplo, acredita que essa discussão "deve ser enfrentada pelos legisladores.

Já outro candidato, Aldo Rebelo (PC do B-SP), afirma que "a lei deve proteger os direitos dos cidadãos, independentemente de sua orientação sexual".

Fonte: Mix Brasil

Fórum Social Mundial- debate LGBT

Na quinta-feira (29/01) foi realizada na Universidade Federal do Pará (UFPA) a mesa de debates organizada pelo grupo Identidade de Campinas, "Diga não a discriminação! Homofobia Mata!". Um dos temas que gerou polêmica, segundo relato do jornalista Cesar Xavier, foi as pessoas do FSM acreditarem que brincadeirinhas como "viado, boiola" não são preconceituosas.

Boa parte dos que estavam presentes, cerca de 70 pessoas, alegaram que são exatamente essas brincadeiras consideradas inofensivas que "naturalizam o ódio e o desprezo aos LGBTs". Também foi classificado como preconceito a discriminação que parte dos gays têm em relação aos homens gays efeminados.

Posteriormente, falaram sobre estratégias para diminuir a homofobia na sociedade. Entre elas, está a questão de esclarecer o que é homofobia. Deram como exemplo a experiência da prefeitura de Fortaleza, onde pessoas ligavam para saber o que significava homofobia. Após a gestão lançar um projeto de combate a prática homofóbica, algumas pessoas chegaram a entender que a prefeitura cearense queria se livrar dos homossexuais, isso porque não sabiam do significado da palavra.

Durante o debate, foi ressaltado também a necessidade do movimento LGBT se comunicar com outros setores da luta social e a inserção da questão da homofobia no currículo e formação dos professores.

Carta LGBT ao Fórum Social Mundial

Desde 2001, sob a bandeira de que um outro mundo é possível, milhares de pessoas de todos os continentes vêm participando do Fórum Social Mundial, na perspectiva de construção de uma outra sociedade, onde a exploração do mercado e a opressão das diversidades sejam superadas. E nós, militantes lésbicas, gays, travestis, transexuais e bissexuais vimos todo este tempo trazendo nossa contribuição a este processo de construção de um novo mundo.

O 5º objetivo de ação deste FSM 2009 - "Pela dignidade, diversidade, garantia da igualdade de gênero, raça, etnia, geração, orientação sexual e eliminação de todas as formas de discriminação e castas (discriminação baseada na descendência)" - sinaliza para a necessidade de que a luta contra a homofobia, lesbofobia e transfobia - compreendidas como a opressão e a discriminação contra lésbicas, gays, travestis, transexuais e bissexuais - seja de fato um dos eixos de luta deste grande movimento que é o Fórum, e acreditamos que é o momento de refletirmos sobre o compromisso de todas e de todos neste espaço com esta bandeira.

Apesar de alguns pequenos avanços em alguns países do mundo, nos quais a luta da militância LGBT logrou conquistar leis de reconhecimento das uniões entre pessoas do mesmo sexo e de punição à homofobia, à lesbofobia e à transfobia, o quadro mundial ainda é de uma dura repressão à diversidade sexual. Segundo dados de organizações de direitos humanos, 88 países punem a homossexualidade como crime, e destes, 7 o fazem com a pena de morte : Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Irã, Mauritânia, Nigéria e Sudão. A criminalização da homossexualidade é a negação de um mundo novo, justo e igualitário.

Segundo a mesma lógica, um grande número dos demais países não possui qualquer legislação ou política pública que garanta ou reconheça algum direito à população LGBT, e a grande maioria dos governos é absolutamente omissa no enfrentamento à discriminação existente nas sociedades. Graças a isso, mesmo nos países onde a homossexualidade não é punida como crime, centenas ou milhares de lésbicas, gays, travestis, transexuais e bissexuais, são assassinados em razão de sua orientação sexual ou identidade de gênero. Devemos exigir que todos os organismos internacionais multilaterais reconheçam a livre orientação sexual e a identidade de gênero como um direito humano.

O fundamentalismo religioso,que tem sido um inimigo declarado do avanço do reconhecimento aos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres, especialmente do aborto, é igualmente um ferrenho adversário das lutas pelos direitos da população LGBT, tem propiciado e estimulado os crimes homofóbicos e deve ser combatido através da afirmação do princípio do Estado laico, única garantia efetiva da própria liberdade religiosa.

A conquista da igualdade legal, ou seja, de que os mesmos direitos exercidos pelas uniões entre pessoas heterossexuais sejam estendidos às uniões entre pessoas do mesmo sexo, embora não seja a plena garantia da não discriminação é um passo importante nesta luta. Esta igualdade deve se dar em todos os campos da vida social, tais como o trabalho, a educação, a saúde, a cultura, a assistência, dentre outros.

O reconhecimento da identidade de gênero de travestis e transexuais é outra questão fundamental, pois sua negação às/os coloca à margem de quaisquer possibilidades de exercício de direitos e reforça a transfobia (ódio ou aversão a travestis e transexuais).

A opressão contra as lésbicas deve ser encarada com sua especificidade, dado que a lesbofobia (o ódio ou aversão a lésbicas) envolve ao mesmo tempo uma intolerância de orientação sexual e a dominação de gênero imposta pelo machismo e pelo patriarcado.

Por outro lado, a intolerância contra a população LGBT tem ampliado a vulnerabilidade deste segmento ao avanço da pandemia de Hiv/aids, e os governos de muitos países têm se negado a assumir as responsabilidades por políticas de enfrentamento a esta verdadeira tragédia.

Acreditamos que as organizações e toda a militância LGBT devam se incorporar a este processo de construção do Fórum Social Mundial e fazemos um chamamento especial às entidades nacionais e internacionais para que tomem seu lugar nesta mobilização.

Estamos convencidas/os de que o novo mundo que todas e todos desejamos, transformando e superando esta sociedade capitalista opressora e discriminatória, será o resultado de nossas lutas comuns, e fazemos este apelo a todas as pessoas que estão participando deste Fórum Social Mundial, bem como a sua organização internacional, para que incorporem de maneira mais efetiva estas bandeiras, que inclua em sua agenda unificada de lutas o Dia 17 de Maio - Dia Mundial de Luta Contra a Homofobia, e que a Rede LGBT surgida a partir deste Fórum tenha assento no Conselho Internacional do FSM.

Sem racismo, machismo, sexismo, homofobia, lesbofobia e transfobia, um outro mundo é possível.

Belém do Pará, Brasil, 30 de Janeiro de 2009

Fonte: A Capa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...